Lutando pela Cidadania vai fomentar as artes marciais

0
(Foto: PMA)

O Centro de Artes Marciais, localizado no bairro 17 de Março, na Zona de Expansão de Aracaju, previsto para inaugurar em agosto, vai servir para fomentar o esporte na capital sergipana e no Estado. O karatê, muay thai, judô, taekwondo, capoeira, jiu-jitsu, kickboxing, kung fu, aikido e boxe serão as modalidades que farão parte do Projeto Lutando pela Cidadania, com professores especializados ministrando as aulas práticas.

A realização do projeto é das Secretarias municipais de Esporte e Lazer (Semel) e de Administração (Semad). O secretário de Esportes, Antônio Hora, disse que o Projeto Lutando pela Cidadania faz parte da política de fortalecimento das artes marciais. "No mês de março deste ano, realizamos aqui em Aracaju a Feira de Artes Marciais, que contou com a presença de Artur Mariano, Paulo Zorello, entre outros professores de renome nacional. Agora, vamos para uma segunda etapa do desenvolvimento desses esportes aqui em Aracaju", destacou.

"A implantação do Projeto Lutando pela Cidadania também contará com a possibilidade de inclusão social na prática esportiva. Queremos transformar a capital da qualidade de vida num celeiro de esportes olímpicos. Destaco também que as artes marciais agem como uma ferramenta pedagógica por ter uma rigidez de conduta que fortalece a formação do cidadão, explicou Hora.

Presidentes eleogiam

"Cada Vez mais, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer está demonstrando que acertou quando foi criada. É um órgão que vem trabalhando muito e o kickboxing, assim como os outros esportes, vem crescendo muito em Aracaju. Estão de parabéns o prefeito Edvaldo Nogueira e o secretário Antônio Hora Filho", salientou o presidente da Federação Sergipana de Kickboxing, Wagner Almeida.

O vice-presidente da Federação Sergipana de Judô, Luiz Alberto, afirmou que a interatividade da Secretaria Municipal de Esportes com as federações tem sido imprescindível para o desenvolvimento do esporte. "Traduzindo isso em poucas palavras, a federação é a entidade que representa a sua modalidade e irá fazer com que os atletas sejam estimulados a praticar cada vez mais o esporte", esclareceu.

"O Centro de Esportes, que será inaugurado agora em agosto, é uma forma de a comunidade vir a participar, tendo como parâmetro a diversidade de modalidades esportivas oferecidas para garotos, adolescentes e crianças que nunca tiveram a oportunidade de ver o aikido, o boxe de perto, o judô, entre outras modalidades", voltou a enfatizar Luiz Alberto.

Walter Duarte, presidente da Federação Sergipana de Boxe, ressaltou a importância da criação do Centro de Artes Marciais e disse que será imensurável tanto para os atletas como também para os amantes das modalidades desportivas. "A Prefeitura, sem dúvida, acertou um "golpe certeiro no queixo e um cruzado de canhota", quando teve a ideia de criar o Centro", salientou, dizendo que é uma forma de tirar a garotada da ociosidade.

Fonte: PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais