MPT apura se o clube Santos Dumont repassou verbas as atletas

0
Litígio vai parar no MPT, que apura se repasses foram feitos (Foto: Reprodução/Instagram da equipe)

O Ministério Público do Trabalho, em Sergipe, instaurou uma Notícia de Fato, nesta semana, para apurar se o Grêmio Desportivo Santos Dumont repassou corretamente às suas atletas as verbas encaminhadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a título de ajuda de custo enquanto as competições femininas estão paralisadas, em razão da pandemia da Covid-19.

O órgão do trabalho já tem levantado informações sobre os repasses e, caso identifique indícios de irregularidades, deve instaurar inquérito para se aprofundar no caso. Na Notícia de Fato, que é conduzida pelo 6º Ofício Geral do MPT e tem à frente o procurador do trabalho Ricardo José Carneiro, a expectativa é noticiar a direção do clube para que ela comprove o repasse das verbas para as atletas.

Em contato recente com a capitã da equipe, Lígia Montalvão, a informação que nossa reportagem obteve é que após semanas de impasse, a direção e atletas entraram em acordo para o pagamento da ajuda de custo da equipe, atualmente com cerca de 25 membros. Há, no entanto, litígio a respeito de valores devidos entre um empresário que apoia o clube a direção.

O Santos Dumont é a atual equipe campeã do Estadual Feminino, em Sergipe, e por isso representa o estado na série A2 do Campeonato Brasileiro. A competição nacional está paralisada desde o início da pandemia.

Nossa reportagem voltou a tentar fazer contato com a direção do clube, mas não obteve sucesso. O Portal Infonet fica à disposição por meio do telefone (079) 99642-9640 ou e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Ícaro Novaes

Comentários