Na Fórmula 1, uma pista nova. No Speed Show, uma velha conhecida

0

Autódromo de Londrina sedia, pela quarta vez, uma etapa do Renault Speed Show by TIM. Pista paranaense é considerada, até agora, a “casa” da Cesário Fórmula e da Full Time Sports, mas pilotos da M4T Motorsport prometem entrar nessa briga A primeira corrida da história da Fórmula 1 no Oriente Médio chama a atenção pelo inusitado. O calendário da categoria não recebia uma nova pista desde o ano 2000, quando os pilotos estrearam o circuito misto de Indianápolis. Além disso, fazer os motores roncarem no meio do deserto é algo inédito no principal campeonato de automobilismo do mundo. A etapa no Bahrein atrai o interesse até de quem é pouco ligado ao esporte a motor e, obviamente, mexe muito mais com a cabeça de quem sonha em, um dia, estar na Fórmula 1. É o caso dos pilotos da Fórmula Renault Brasil, principal categoria de base do automobilismo nacional, que terá sua segunda etapa na temporada disputada neste domingo (4), em Londrina. A diferença entre as corridas deste fim de semana, além, claro, da distância natural que separa as duas categorias, é o fato do Renault Speed Show by TIM – evento que engloba também a Copa Clio – estar correndo em um circuito que pode ser considerado um velho conhecido das equipes. Esta será a quarta corrida da F-Renault em Londrina na curta história do campeonato, que começou em 2002. A pista, técnica e com praticamente nenhum ponto de ultrapassagem, é um desafio constante para as equipes, e exige uma estratégia diferente das demais etapas. “Normalmente faço um carro bom para a corrida, mesmo que isso prejudique a posição dos meus pilotos no treino de classificação”, diz Miguel Ferreira, chefe da equipe M4T, vencedora da primeira prova da temporada com Paulo Salustiano. “Aqui em Londrina, no entanto, a estratégia é outra. Temos que lutar pela pole de qualquer maneira. No ano passado a primeira posição do grid escapou por 11 milésimos de segundo, e recebemos a bandeirada em segundo”, lembra o engenheiro. A vitória foi de Marcello Thomaz. Miguel e seus pilotos prometem quebrar o “reinado” das equipes comandadas por Augusto Cesário e por Maurício Ferreira, que venceram as três provas já realizadas em Londrina. Cesário ganhou uma e Maurício, como engenheiro dos times de Affonso Giaffone, ganhou as outras duas. Desde o fim de 2003, Maurício coordena sua própria estrutura, a Full Time Sports, e acredita que possa manter a escrita de bons resultados. “Sem falsa modéstia, acredito ter desenvolvido uma ótima receita para o traçado de Londrina. Muitos pilotos não gostam de correr aqui, mas é inegável que ele mistura desafios, com boas retas, curvas de baixa e média velocidades. E isto exige um grande equilíbrio no acerto do carro. Lembro-me que, quando o vi pela primeira vez essa pista, cheguei a identificá-la como um grande kartódromo”, registra Maurício. Na opinião de Augusto Cesário, chefe da equipe Cesário Fórmula, o circuito de Londrina está entre os mais técnicos e seletivos da temporada. “Para a equipe é complicado colocar o carro no ponto. Para os pilotos também é difícil achar o melhor traçado. Por isso fico muito feliz por ter conseguido vencer nesta pista”, declarou. Todos os três pilotos que ganharam corridas em Londrina já deixaram a Fórmula Renault. Lucas Di Grassi, o primeiro vencedor e o primeiro pole position, corre na Fórmula 3 Inglesa. Marcello Thomaz, o último a largar na frente e a ganhar nessa pista, está na F-Renault Italiana e Européia. Isso faz do paulista Alan Hellmeister, que marcou a pole position na etapa vencida por seu então companheiro de equipe na Cesário Fórmula, Lucas Showambach, um dos favoritos na prova deste domingo. “Estou correndo pela Dragão Motorsport e temos um bom carro. É difícil saber qual é o nosso verdadeiro potencial antes dos treinos começarem, mas temos tudo para andar bem”, declarou o piloto, que já foi três vezes campeão de kart no Paraná

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais