Palmeiras 1 x 2 Fortaleza – Derrota complica técnico

0

São Paulo, SP, 17 (AFI) – O Palmeiras perdeu por 2 a 1 do Fortaleza em pleno Parque Antártica, no fechamento da 12ª rodada do Brasileirão, na tarde deste domingo, e continua o seu martírio no Campeonato Brasileiro, com a sua segunda derrota seguida e a campanha inconstante na competição nacional.

A derrota para o Fortaleza poderá custar o emprego do técnico Paulo Bonamigo, que já vem mal no campeonato e não tem a confiança da diretoria e torcida. O treinador não conseguiu arrumar o time mesmo com os vários reforços trazidos pela diretoria e Leão ronda o Parque Antártica há várias rodadas.

O Palmeiras jogou mal perdia o jogo até os 40 minutos do segundo tempo, mas conseguiu o empate com Warley. No entanto, faltou atenção ao setor defensivo do Verdão, que tomou o segundo gol aos 44 minutos do segundo tempo, com Lúcio.

Com o resultado, o Palmeiras amarga a décima sexta colocação no Brasileiro com 13 pontos. Já o Fortaleza coleciona a sua terceira vitória seguida com Hélio dos Anjos e vai para a décima primeira colocação com 18 pontos ganhos.

O jogo
A primeira chance do jogo foi do Verdão e demorou a sair. Aos 17 minutos, Alex Afonso, artilheiro da Série A-3 deste ano, recebeu no ataque e bateu, assustando o goleiro Bosco, mas a bola passou para fora.

Apesar do apoio maciço da torcida, o time sentiu a falta da criação das jogadas de Juninho, o que prejudicou as jogadas pelo lado direito de campo. Portanto, a principal opção ofensiva virou o lateral-esquerdo Lúcio e suas investidas individuais.

O Fortaleza apenas procurrava a defesa, e o time palmeirense tentava o gol. O homem mais perigoso parecia Alex Afonso, que teve novamente uma chance de gol no primeiro tempo. Aos 24min, ele aproveitou cruzamento de Pedrinho e cabeceou forte, mas Bosco fez boa defesa e mandou a bola para escanteio. O primeiro tempo terminou mesmo sob as vaias da torcida palmeirense e com o zero a zero no placar do Parque Antártica.

Gols e derrota palmeirense
No segundo tempo, a torcida do Palmeiras voltou animada a apoiar, mas o time decepcionou mais uma vez, mostrando pouca inspiração e muita afobação. Para piorar a situação, o Fortaleza acertou uma jogada de ataque e fez 1 a 0.

Aos 15 minutos, o Fortaleza abriu o placar. Ronaldo Angelim acertou um cruzamento esquerda, a zaga alviverde mais uma vez vacilou, assim como no clássico contra o Corinthians e o baixinho Fumagalli completou de cabeça sem chances de defesa para Marcos.

Com o gol, a tônica no Parque Antártica estava mantida como vem sendo desde o começo do ano: técnico sendo hostilizado e time inconstante em campo. Paulo Bonamigo não foi poupado e foi muito criticado pelos torcedores.

Sem outra alternativa, o comandante alviverde deixou de lado o esquema com três zagueiros e partiu para o desespero com as entradas dos atacantes Ricardinho e Warley.

Quando tudo indicava a vitória certa do Fortaleza, aos 40 minutos, Warley aproveitou cruzamento de Cristian e deixou o placar igual, criando um clima de alívio no Parque, mas, mais uma vez, o time bobeou e tomou o gol no finzinho do jogo. Aos 44 minutos, depois do cruzamento de Marcos Denner, Lúcio completou e chutou a bola para as redes e decretou mais uma derrota palmeirense.

Próximos jogos
O Verdão volta a campo na próxima quarta-feira contra o Figueirense, às 20h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Fortaleza joga no mesmo dia e horário contra o Atlético-MG, no Castelão, no Ceará.

Ficha técnica

Palmeiras 1 x 2 Fortaleza

Local: Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Data: 17/07/2005
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE)
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Lúcio e Pedrinho (Palmeiras), Alan, Hernani, Fumagalli e Ronaldo Angelim (Fortaleza).
Gols: Fumagalli, aos 14min, Warley, aos 40min, e Lúcio, aos 44min do segundo tempo.

Palmeiras
Marcos, Gamarra, Leonardo Silva (Warley) e Nen, Marcus Vinícius (Cristian), Francis, Reinaldo, Pedrinho e Lúcio, Marcinho e Alex Afonso (Ricardinho).
Técnico: Paulo Bonamigo.

Fortaleza
Bosco; Amaral (Chiquinho), Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Hernani, Erandir, Marcelo Lopes e Lúcio; Rinaldo (Marcos Denner) e Fumagalli (Paulo Isidoro).
Técnico: Hélio dos Anjos.


(Agência Futebol Interior)

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais