REAL VENCE EM CASA NA ESTRÉIA DE NOVO TREINADOR

0

Mesmo com a vitória de 1 a 0 sobre o Osasuna, nesta terça-feira, no Santiago Bernabeu, na estréia do

Por Carlos Lopes
seu novo treinador, Mariano Garcia Remón, substituto de José Camacho, o Real Madri não me convenceu. Continuou a apresentar um futebol sem brilho nenhum, ainda mais se levarmos em conta a quantidade de “estrelas” que tem na equipe. Só valeu mesmo pelos três pontos e, pelo suspiro de alívio que deve ter dado o novo “maneger dos Galáticos”. Já pensou se ele estréia perdendo? Era capaz do “céu” vir abaixo com a “constelação madrilena” e tudo.

O único gol aconteceu de uma cobrança de falta, muito bem feita, pelo inglês Beckham, aos 15 minutos do segundo tempo e só.

Com a vitória, o Real Madrid chegou a nove pontos e saiu do incômodo oitavo lugar para a segunda posição.

A verdade é que sem Zidane, que não jogará até o fim do mês por causa da lesão. o time não rende, embora tenha outros craques no seu plante. Criou muito pouco e quase não teve chances de gol durante os 90 minutos. A sorte é que o Osasuña conseguiu ser ainda mais incompetente e só teve uma oportunidade para marcar, quase no fim.

Ronaldo só começou a trabalhar no segundo tempo. Aos 13 minutos, mesmo marcado, de dentro da área e de frente para o gol, conseguiu espaço para concluir rente a trave esquerda. Aos 15, sofreu a falta na intermediária que Beckham cobrou com precisão no canto direito. Só não contava em ser substituído aos 35, por Owen e saiu de campo com a fisionomia séria.

Mas a vitória somente foi consolidada pela excelente defesa de Casillas, que aos 40 minutos teve de usar de toda a elasticidade para evitar o gol, em chute certeiro de Milosevic da maia-lua.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais