Replay não é mais técnico do Confiança

0

Jorge Replay não é mais técnico do Confiança. Ele entregou o cargo na tarde de ontem, após uma reunião com o presidente Daniel Bispo, o diretor de futebol, Milton Dantas e o diretor financeiro Nei Teles. Segundo Replay, o motivo de sua saída foi um desentendimento com o volante Gil. O ex-técnico proletário concedeu uma entrevista ao Correio de Sergipe. Correio de Sergipe – Porque o senhor resolveu deixar o Dragão? Jorge Replay – Tive uma divergência com o volante Gil e para não prejudicar o time pedi para sair. Eu não quero prejudicar o Confiança na caminhada rumo ao titulo de campeão estadual. Lá no Rio de Janeiro, estarei torcendo pelo sucesso da equipe proletária ao lado do preparador físico, Rodrigo Bernardi. Correio de Sergipe – Qual foi o motivo da divergência? Jorge Replay – Não vou dizer o que foi para não criar problemas dentro do clube. Acho que algumas coisas têm ficar guardada e essa é uma delas. Correio de Sergipe – Essa divergência já vinha há algum tempo? Jorge Replay – Não vou entrar em detalhes porque não quero trazer problemas para o Confiança. Correio de Sergipe – O que o senhor pretende fazer a partir de agora? Jorge Replay – Conversar com a diretoria e acertar alguns detalhes e aguardar uma nova proposta. Correio de Sergipe – Como o grupo reagiu a sua saída? Jorge Replay – Não sei porque não estive na tarde de ontem, no Estádio Sabino Ribeiro. Hoje, vou me despedir dos jogadores. No entanto, o grupo tem que agir com naturalidade, pois tudo isso que está acontecendo faz parte do futebol. Correio de Sergipe – Essa decisão é irrevogável? Jorge Replay – Chega uma hora que não dá mais e isso acabou acontecendo. Estou saindo convicto de que fiz o meu papel e deixo o Confiança classificado para a final do Campeonato Estadual, na Série C do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2005. Correio de Sergipe – O Senhor tem mágoa do Confiança? Jorge Replay – Não saio com mágoa da diretoria e tampouco com o grupo de jogadores e sim com Gil que causou todo o problema. Eu me senti traído, mas isso faz parte do futebol. Correio de Sergipe – Se o senhor permanecesse no Confiança, o time perderia o titulo? Jorge Replay – Com certeza a equipe perderia o campeonato, uma vez que eu não tinha mais clima para comandar o Confiança. Tentei várias vezes contornar o problema, mas não obtive êxito. Correio de Sergipe – Obrigado pela entrevista Jorge Replay – Gostaria de agradecer a imprensa, torcedores e o presidente Daniel Bispo, os diretores Milton Dantas e Nei Teles pelo apoio recebido. Eu nunca vou esquecer a hospitalidade que tive em Aracaju. Podem ficar certos de que continuarei torcendo pelo sucesso do Confiança.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais