Romário e Edmundo são eleitos “malucos” do futebol

0

A revista inglesa de futebol Four, Four, Two (quatro, quatro, dois) publicou, na edição de fevereiro, uma lista com as cem pessoas mais malucas da história do futebol de todos os tempos.

Neste grupo estão os jogadores brasileiros Edmundo, Dadá Maravilha, Romário e Vampeta.


Entre os brasileiros, Edmundo é o melhor colocado na 11ª posição.

A revista descreve o “animal”, a quem chamam de “The Animal”, como brigão e falador. A reportagem estampa uma foto de Edmundo dando cerveja a um macaco durante o aniversário do filho.


A reportagem ainda cita o caso do acidente com o carro que Edmundo dirigia em 1995, que resultou na morte de uma pessoa. O jogador foi condenado a quatro anos de prisão, mas passou apenas um dia na cadeia.

Dadá Maravilha ocupa a 27ª posição. O ex-jogador é identificado como mulherengo e falador.


A revista diz que oex-atacante Dario se graduou na “Escola de Modéstia de Mohammad Ali” ao se intitular “Dadá Maravilha”, sempre se referindo a si mesmo em terceira pessoa.


Outro da lista é Romário. O atacante ocupa a 83ª posição no ranking.

Entre outras do Romário, a revista cita com foto em destaque o atacante agredindo um torcedor no estádio do Fluminense, após o torcedor do time tricolor ter colocado uma galinha no gramado, como protesto pela fraca performance da equipe.


O jogador é identificado como mulherengo, brigão e falador.

Fechando o grupo de brasileiros está Vampeta na 97ª posição. A revista lembra que o ex-volante do Corinthians foi o primeiro jogador a posar nu em uma revista.


A Four, Four, Two traz uma foto do jogador fazendo uma cambalhota em plena cerimônia oficial após a Copa-2002, quando os integrantes da seleção foram condecorados pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. A revista identifica Vampeta como falador e palhaço.

O número um da lista elaborada pela revista é o presidente do Perugia, da Itália, Luciano Gaucci.


A revista, além de criar um ranking, também elaborou símbolos para qualificar os escolhidos da lista. No caso de Gaucci, por exemplo, o dirigente é identificado pelos símbolos de mulherengo, falador e palhaço.


Entre as aventuras de Gaucci estão a tentativa de colocar uma mulher no time do Peruggia e de contratar o filho do presidente da Líbia, Muammar Kadafi.


Entre as outras personalidades do futebol incluídas na lista estão o presidente da Fifa, Joseph Blatter e Maradona.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais