SEJESP e UFS elaboram programa para o dia do Nacional da Descoberta de Talentos

0

O Ministério do Esporte definiu o dia 05 de setembro, como o “Dia Nacional da Descoberta de Talentos Esportivos”. A data será comemorada em todo o Brasil, com o lançamento do programa do governo federal “Descoberta de Talentos”. Em cada estado da federação, diversas solenidades serão realizadas nessa data, contando inclusive com a presença de um membro do ME e de um atleta olímpico de renome nacional. Caberá às Secretarias Estaduais de Esporte a elaboração da programação e o Estado de Sergipe, não vai deixar a data passar em branco. Na última quarta-feira, o Secretário da Juventude e do Esporte, professor Gualter Prudente, se reuniu com o professor da UFS, Carlos Roberto Rodrigues, quando definiram todo o planejamento de lançamento do programa federal em Aracaju. Participaram ainda da reunião, os professores Gilson Dória e Eduardo Rocha Teles, este último, representando o Departamento de Educação Física da SEED. Ficou definido na reunião, que o ponto de concentração de lançamento do programa em Aracaju será o Estádio Adolfo Rollemberg, por se localizar em uma região periférica e assim, reúne condições de concentrar um maior número de jovens, interessados em participar do programa. No dia 05 de setembro, equipes da UFS, da SEJEPS e de outros órgãos estaduais estarão engajados na avaliação desses futuros atletas. As escolas da rede estadual de ensino, quer seja estadual, municipal, federal ou particular vão fornecer a matéria prima para avaliação, ou seja colocarão seus alunos à disposição das equipes, para serem avaliados com os testes específicos, que serão aplicados por monitores devidamente capacitados. Os testes serão aplicados em alunos com idades variado entre 07 e 17 anos. Segundo o professor Carlos Roberto, que foi treinado recentemente em Brasília,para ser multiplicador e formar uma turma de monitores, os alunos que apresentarem um resultado acima da média entrarão no cadastro especial. “Esses alunos serão indicados a clubes, federações ou universidades, para serem aproveitados como atletas de grande potencial. Os jovens que se apresentarem com índices muito abaixo da média, evidentemente terão problemas de saúde também serão cadastrados, para receberem cuidados especiais”, completou Roberto Rodrigues.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais