Seleção do Brasil não tem folga.

0

O sonho de conquistar uma medalha olímpica, ou até mesmo, de levar o Brasil a uma melhor colocação nos Jogos de Atenas, fazem com que as meninas da Seleção Olímpica de Handebol renunciem certas regalias e se entreguem de corpo e alma aos treinamentos. Até porque, o grupo não está ainda definido e das 17 atletas, que estão treinando em Aracaju desde o dia 21 de junho, duas serão cortadas, para fechar o grupo de 15 atletas, como determina o regulamento dos Jogos Olímpicos da Grécia. Sendo assim, a saudade da família, as folgas e o lazer do final de semana são trocados por muito trabalho físico, treino tático e trabalho de musculação em academias. “É uma dura rotina de trabalho e muito trabalho. Aqui não se pensa em diversão, estamos encarando essa fase de treinamento como decisiva e como tal, temos que nos dedicar de corpo e alma”, disse a armadora Aline Silva. Para a pivô Juceli Aparecida, única mamãe do grupo, o sacrifício é dobrado. Além da saudade do esposo Djair, ela como mãe, sente muito a ausência do filho Matheus. “É muito difícil sustentar essa barra. Mas para se disputar uma olimpíada, vale qualquer sacrifício. Desde o inicio do ano, que estamos treinando, sempre longe de casa, fora do convívio com a família. É muito difícil. No meu caso, que tenho marido e filho, o problema maior é a conta telefônica no final do mês”, brinca Juceli. Desde o dia 21 de junho em Aracaju, as meninas sabem que a cidade está em festa. Aracaju vive o grande momento, das tradicionais festas juninas. É forró por todo o canto. Mas elas sabem que existem festas, só pela televisão. “Não dá para participar de corpo e alma de uma festa tão boa e ter que acordar no outro dia para treinar”, comentou a ponta direita Viviane Jacques. Nesta segunda-feira (28), as meninas da seleção treinaram em tempo integral no ginásio Constâncio Vieira. Na terça-feira (29) é dia festa. É dia de São Pedro, mas na programação elaborada pela Comissão Técnica, consta treino no Constâncio Vieira das 09:30 as 11:30 horas. À tarde, das 17:30 às 18:30 horas trabalho de musculação na academia Paulo Bedéu e a partir das 19:00 horas novo trabalho de quadra, no ginásio Constâncio Vieira.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais