Sergipe é bronze na modalidade Luta Olímpica

0

(Foto: Ascom ASN)

Sergipe segue ganhando medalhas nas Olimpíadas Escolares Brasileiras que estão acontecendo em Poços de Caldas (MG).  Na última sexta-feira, 7, Viviane de Souza, da Escola Estadual Paulino Nascimento conquistou a medalha de bronze na modalidade Luta Olímpica. Como o esporte está estreando nas competições, Viviane foi a primeira sergipana a ganhar medalha neste esporte.

“Não tenho palavras para expressar minha alegria. Essa medalha é a realização de um sonho, fruto de muito treino e apoio da minha treinadora e minha família. Tenho orgulho de Sergipe e da escola pública estadual no pódio. Esse bronze para mim vale ouro”, declarou Viviane de Souza.

Quem também não escondeu a satisfação pelo mérito foi a professora  Lindsei Brabec, técnica da delegação sergipana na modalidade luta olímpica. “Esse pódio foi uma recompensa pelo esforço da atleta que demonstrou muita garra e força de vontade de levar uma medalha para sua escola. Quanto a mim, fiz um curso de especialização em luta exclusivamente para treinar essa equipe. Esse momento realmente ficará marcado em minha vida”, disse a professora.

Consciência ecológica

Na manhã deste sábado a medalhista Viviane de Souza participou do projeto de sustentabilidade das Olimpíadas Escolares Brasileiras. A atleta deixou sua participação marcada para sempre nos jogos ao plantar uma muda de ipê roxo. “Isso é mais um presente para mim, pois tenho consciência que devemos proteger o meio ambiente. O futuro do planeta depende de nós. Eu estou fazendo a minha parte”, declarou a atleta.

Os atletas embaixadores das olimpíadas escolares também participaram do projeto de sustentabilidade, a exemplo de  Sarah Menezes, medalha de ouro na modalidade judô nas Olimpíadas de Londres. “Essa iniciativa foi muito boa pois desperta no jovem um compromisso maior com a preservação ambiental.  Esporte é vida e para que nosso planeta não acabe devemos deste cedo ensinar as pessoas que devemos fazer nossa parte para que tenhamos um planeta mais saudável e melhor para as gerações futuras”, disse a campeã olímpica.

A professora Maria Auxiliadora Pires, diretora do departamento de Educação Física e chefe da delegação de Sergipe também se engajou no projeto de sustentabilidade. “Esses atletas são o futuro da humanidade, por isso, nada mais justo no evento que estimula a prática esportiva e uma vida saudável desenvolver ações como estas”, declarou a professora.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais