Ângela Melo questiona sobre políticas de apoio à cultura

0
Parlamentar entende ser fundamental que a Prefeitura garanta políticas públicas de apoio às famílias que trabalham durante o período carnavalesco. (Foto: César de Oliveira)

Expressando o seu compromisso com a defesa da saúde e da vida, a vereadora Professora Ângela Melo (PT) manifestou posicionamento favorável à decisão da Prefeitura de Aracaju de não autorizar festas públicas de carnaval este ano.

“Estamos num momento crítico da Covid-19 em todo o mundo, e com uma agravante em nosso país, que é a circulação em larga escala da Influenza. Aqui em Aracaju, as unidades de saúde estão lotadas com pessoas com síndromes gripais. Por isso, qualquer festa neste momento significa colocar em risco as vidas da nossa população”.

Ao mesmo tempo, a parlamentar entende ser fundamental que a Prefeitura garanta políticas públicas de apoio às famílias que trabalham durante o período carnavalesco. “Há toda uma cadeia produtiva da cultura que tem no carnaval uma importante fonte de geração de emprego e renda. A Prefeitura está correta em não permitir festas, mas o que vai fazer para apoiar estas famílias?”, questionou.

Enquanto a decisão da Prefeitura é avaliada como “extremamente sensata” por Ângela Melo, a postura do Governo de Sergipe é vista como “extremamente preocupante”. “O novo Decreto estadual é um atestado da política negacionista e anticiência, já que permite eventos como blocos, shows e micaretas com até cinco mil pessoas em áreas externas e três mil em locais fechados. É ainda mais grave porque não obriga a apresentação de comprovante de vacina, mas um simples teste negativo PCR ou antígeno”, denuncia.

Fonte: Ascom/Veradora Ângela Melo

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais