Assembleia: Mesa Diretora é eleita sem surpresas

0
Nova Mesa Diretora: sem confrontos (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Com apenas um voto contrário [a já esperada posição da deputada estadual Maria Mendonça – PP], a nova mesa diretora da Assembleia Legislativa foi empossada na tarde deste domingo, 1º, após escolha consensuada com entendimentos intermediados pelo governador Jackson Barreto.

A esta exceção, oposição e a bancada que dá sustentação ao governo não enfrentaram maiores embates. “Foi a única maneira que encontrei para receber os votos da deputada Ana Lúcia e do deputado Francisco Gualberto”, brincou Venâncio Fonseca, o quarto secretário, após a computação dos votos.

A eleição foi nominal e às 16h32, a deputada Ana Lúcia Menezes (PT), que conduziu a sessão plenária, anunciou o resultado proclamando Luciano Bispo como novo presidente do Poder Legislativo Estadual. O governador Jackson Barreto não compareceu, mas foi representado pelo secretário de Estado Jorge Carvalho, da Educação.

No plenário da Assembleia Legislativa nesta tarde de domingo, foi registrada apenas uma inovação. Ao ser empossado presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Luciano Bispo dispensou a execução do Hino Nacional, como sempre ocorreu, e convocou a plateia e os parlamentares para ouvir e cantar o Hino de Itabaiana, encontro apoio de um público seleto de itabaianenses que se espremiam nas galerias da Assembleia Legislativa.

Maria Mendonça [de lilás]: a única divergência 

E, como já anunciado, a chapa única apresentada aos parlamentares empossados, em sessão plenária realizada momentos antes, não chegou com novidades: Luciano Bispo – presidente; Garibalde Mendonça, também do PMDB, vice-presidente; Jeferson Andrade (PSD), na primeira secretaria; Gorete Reis (DEM), na segunda; Venâncio Fonseca (PP), na terceira secretaria e Luiz Mitidieri (PSD), na quarta secretaria.

Em dois momentos a plateia se manifestou, contrariando o regimento interno da Assembleia Legislativa. No primeiro momento para aplaudir o deputado Augusto Bezerra (DEM), que fez questão de dizer Sim à chapa com ênfase para a frase “de cabo a rabo”. Mas o silêncio logo retornou após a postura da deputada Ana Lúcia que chamou a atenção para as regras internas que proíbem manifestações durante as sessões plenárias.

O segundo momento ocorreu com vaias à deputada Maria Mendonça, quando declarou Não à chapa. Uma posição já conhecida decorrente da conjuntura política de Itabaiana, onde Luciano Bispo e Maria Mendonça se confrontam partidariamente. Desta vez, o deputado Zezinho Guimarães (PMDB), convocado para conferir os votos, reagiu pedindo para que a plateia respeitasse os parlamentares. “Aqui, cabe educação”, resumiu. Logo depois a eleição, Maria Mendonça saiu do plenário, antes mesmo de completar a execução do Hino de Itabaiana.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais