Augusto Bezerra não será candidato em Socorro, disse Zé

0

Zé Franco é sabatinado por jornalistas (Foto: Portal Infonet)

Esquentando a futura disputa política no município de Nossa Senhora do Socorro, para onde o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) transferiu o título eleitoral, mencionando a intenção em disputar a prefeitura em 2012, o também deputado Zé Franco (PDT) disse, durante a sabatina concedida a jornalistas no ‘NósnoCabaré.comConvidados´, na noite desta quinta-feira, 20, que não acredita na candidatura do parlamentar.

Durante a entrevista, Zé Franco abordou vários assuntos, entre eles o desenvolvimento de Socorro, a eleição em 2012 em Aracaju e Socorro, trajetória política, atuação do Ministério Público, família, dificuldades dos municípios, juventude na carreira política, entre vários outros pontos.

Eleição

Polemizando o pleito de disputa para o próximo prefeito em Nossa Senhora do

Deputado Zé Franco

Socorro, o deputado afirmou que quanto mais adversários aparecerem é melhor, porque a oposição fica totalmente dividida. “Tem padre, vereador e deputado, todos querendo ser prefeito de lá, isso é bom porque mostra que a cidade está crescendo. Mais não acredito que Augusto Bezerra seja candidato a prefeito, mas se for, ele verá como é disputar uma eleição para um mandato do executivo, e terá que caminhar muito dentro da cidade para conquistar votos”.

Sobre a eleição em Aracaju, o parlamentar garante que nunca errou nas pesquisas e sempre quando tem alguma dúvida contrata alguma empresa especializada para orientá-lo. “Na minha opinião, se houver união entre o bloco governista, Adelson Barreto (PSB) é o próximo prefeito de Aracaju. Não existe nenhum candidato que possa derrotá-lo, além do mais existem pessoas boas e qualificadas para ser o seu vice-prefeito”, afirmou.

Trajetória Política

Zé Franco iniciou sua vida pública no ano de 1982, quando decidiu se tornar prefeito de Areia Branca, o município que ajudou a desenvolver quando era empresário. Sua maior marca na cidade foi a visibilidade que o São João do município alcançou. Em 1990, ele se candidata e é eleito deputado estadual. Com apenas dois anos de mandato, decide ser prefeito de Nossa Senhora do Socorro, cidade que administrou três vezes. Atualmente, foi eleito novamente deputado estadual com mais de 25 mil votos.

Ministério Público

Para Zé Franco, a atuação do Ministério Público (MP) tem sido perfeita, porém peca em alguns pontos. “A dureza nas ações desenvolvidas pelo MP tem afastado várias pessoas de bem da política. Muitos cidadãos que poderiam ingressas na vida pública e vim contribuir para o desenvolvimento do Estado estão com receio de ingressar. Acredito que o MP poderia rever seu papel e ajudar, não apenas punir”.

Desenvolvimento de Socorro

De acordo com o deputado, Nossa Senhora do Socorro é a cidade que mais cresce em Sergipe. “Muita gente não sabe, mas em Socorro tem uma indústria têxtil que exporta roupa para Itália. Temos um dos Distritos Industriais mais desenvolvidos do Estado, a cidade vem gerando renda, emprego e o comércio está cada dia mais forte”, garantiu, ao afirmar que só o shopping Prêmio surgiu de um investimento de mais de R$ 20 milhões e irá gerar dois mil empregos diretos.

Outro ponto abordado foi o crescimento imobiliário na cidade. “Antes, terrenos eram comprados por R$ 5 mil e casas por R$ 30 mil. Hoje as casas passam de R$ 100 mil e terrenos são difíceis de encontrar porque as construtoras estão adquirindo todos”, frisou Zé Franco, ao dizer que o crescimento da cidade se dará verticalmente, com a construção de prédios.

Novos Políticos

Comentando sobre o surgimento de novos políticos que surgiram no Estado nos últimos anos, Zé Franco é otimista. “Gustinho Ribeiro, Paulinho Filho e Jefferson Andrade são a juventude na assembléia. Esse povo jovem trouxe agilidade e desenvolvimento para o Estado, um exemplo é que há 21 anos, quando fui deputado, não existiam comissões e audiências públicas, hoje todos os problemas de Sergipe são debatidos na Assembleia”, comentou, ao afirmar que os novos políticos trarão mais profissionalismo para a política.

Por Danilo Cardoso

Comentários