Belivaldo Chagas: “o trabalho venceu a mentira”

0
(foto: Igor Matheus/ Portal Infonet)

Pouco depois de ser confirmado como novo governador do estado de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD) agradeceu à população pelos votos – mais de 678 mil, correspondente a pouco mais de 64% dos votos válidos – e criticou a postura do adversário derrotado Valadares Filho (PSB) na campanha.

“O trabalha venceu e mentira. Foi o que aconteceu nesta eleição. Pela primeira vez na história das eleições e de Sergipe se utilizaram da tecnologia que está à disposição de todos para fazer a campanha do mal. Infelizmente meu adversário não foi propositivo, mostrou que não tem experiência e acima de tudo que é uma pessoa odienta. Mas eu o perdoo. Só lamento que ele tenha perdido a oportunidade de mostrar condições de representar o povo. Mas se ele não teve competência para fazer isso, eu tive a humildade de dialogar com a população. E está aí o resultado: uma das maiores vitórias políticas de Sergipe”.

Chagas destacou ainda qual será seu principal foco a partir de agora: investimentos em educação. “Vou a Brasília já nesta segunda-feira, e na terça estarei reunido com a bancada federal para pedir para que a emenda impositiva seja votada com o máximo de recursos para a educação. Resolvendo a educação, resolvemos todos os índices de segurança e saúde no estado. Abraçarei essa causa sem deixar de lado outras áreas, e vou precisar da compreensão de todos”.

Belivaldo também ressaltou como será sua postura diante da Assembleia Legislativa. “Vou buscar o apoio do deputado que estiver pensando em Sergipe, independente de ser da oposição ou da situação. Quando se ganha eleição, ainda mais em uma com um resultado como esse, temos obrigação de descer do palanque”.

Por fim, pouco antes da confirmação da eleição de Jair Bolsonaro (PSL) como presidente da República, o governador eleito do estado frisou que irá respeitar o resultado das urnas e buscará apoio para Sergipe. “O presidente que for eleito será o presidente do Brasil, e Sergipe não está fora do brasil. Sergipe é um estado pequeno e não vai conseguir avançar achando que fará tudo sozinho. Temos que buscar apoio onde houver apoio. Espero que o próximo presidente olhe pelo Nordeste e não faça o que fez o presidente Temer, que abandonou a região e tirou direitos do povo. Abraçarei a causa de Sergipe ao lado do futuro presidente”.

Por Igor Matheus

Comentários