“Bom senso vai imperar”, diz Déda sobre a PM

0

(Foto: Márcio Dantas/ASN)
Questionado sobre um possível aquartelamento dos insatisfeitos policiais militares de Sergipe, o governador Marcelo Déda desmitificou o termo e diz que não se preocupa. “Não existe isso, existe a figura do motim que é crime militar gravíssimo, por isso tenho certeza que o bom senso irá imperar”, opina.

As ações do Estado para resolver antigos problemas das polícias Militar e Civil em 2008 foram relembradas por Déda, que pede compreensão dessas das categorias e dos demais servidores estaduais. “Vejam os funcionários do setor privado, que diante da crise lutam para manter o emprego”, cita.

Segundo o governador, o ano de 2009 exige cautela e, ainda de acordo com ele, quando o pote está seco não adianta aquartelamento, greve, radicalismo nem atitude semelhante porque o governo do Estado não vai pagar acima dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal nem parar obras que estão sendo viabilizadas em Sergipe.

Comentários