Calúnia: Câmara Criminal mantém condenação de Sukita

0
Sukita: luta pela anulação da pena (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe manteve a condenação do ex-prefeito Manoel Messias Sukita por crime de calúnia, difamação e injúria, conforme ação movida pelo senador Antonio Carlos Valadares. Na época, Sukita classificou o senador como “falsário”, acusando-o por falsificar a assinatura dele em suposto termo de renúncia à candidatura de deputado estadual nas eleições realizadas em 2014.

A defesa tentou anular a pena ingressando com recurso, alegando cerceamento de defesa. “A defesa pediu para ouvir testemunhas e realização de laudo grafotécnico, mas foi negado pela Justiça de Sergipe”, o advogado Emanuel Cacho, que atou na defesa de Sukita neste processo.

Os três desembargadores rejeitaram os argumentos da defesa e mantiveram a pena fixada pelo juiz de primeira instância em um 1 ano, dois meses e 23 dias de detenção, além de pagamento de multa pelos crimes a ele imputados pelo senador Valadares.

Apesar da decisão da Câmara Criminal, o advogado está otimista quanto ao futuro de Sukita neste processo judicial. O advogado acredita que todos os processos judiciais contra Sukita serão anulados. Emanuel Cacho pedirá revisão criminal, anexando laudo da Polícia Federal reconhecendo a falsificação da assinatura de Sukita no documento pela renúncia da candidatura protocolado pelo PSB no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “A prova, a perícia da Polícia Federal, é conclusiva e definitiva”, diz Cacho.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais