Comitê teria sido invadido por policiais do GATI

0

Comitê teria sido invadido por policiais do GATI (Foto: Arquivo Infonet)

Uma confusão nesta quinta-feira, 6 no Povoado São José, em Japaratuba, deixou os moradores preocupados. A informação do secretário de Comunicação da Prefeitura, Eli Augusto, é de que homens do Grupo Ações Táticas do Interior (GATI) chegaram em caminhonetes e entraram no comitê da coligação 'Japaratuba avançando no Caminho Certo' e teriam abordado as pessoas com ‘truculência’. Já o coordenador de polícia do Interior, coronel José Andrade, afirmou que foi uma abordagem a condutores de motonetas conhecidas como shinerays que culminou na frente do diretório.

“Eles chegaram em caminhonetes do GATI de hora para outra e entraram no comitê fazendo abordagens, revistando as pessoas com truculência, alegando que pensaram ser um bar. As pessoas ficaram assustadas com a situação até porque ninguém estava fazendo nada errado. O que ninguém entende é que o comitê do candidato adversário, Padre Gerard, funciona em frente  e eles não foram lá”, ressalta o secretário de comunicação da Prefeitura de Japaratuba.

Procurado pela reportagem do Portal Infonet, o comandante do GATI, coronel Mateus preferiu não se pronunciar sobre o assunto, alegando já ter passado as informações para o coronel Andrade. Segundo ele [coronel Andrade], o GATI trabalha todos os dias em um batalhão e nesta quinta-feira, as atividades foram no 2º Batalhão, no Vale do Japaratuba e do Vale do Cotinguiba.

“Os policiais estavam fazendo abordagens normais às shinerays para detectar as chamadas descargas livres. Foi quando pararam alguns condutores que estavam justamente na porta do diretório, que não sei nem de quais candidatos. Eles não entraram no comitê, não houve qualquer invasão e se agiram de maneira errada, acredito que alguém tenha fotografado. O certo é que em virtude dos ânimos políticos estarem acirrados, tudo leva a conotações políticas”, entende o coronel Andrade.

Por Aldaci de Souza

Comentários