CUT promove ato em defesa da democracia no Centro de Aracaju

0
Ato ocorreu no Centro de Aracaju (Fotos: Portal Infonet)
Diversos movimentos estiveram presentes

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Sergipe realizou um ato em defesa da democracia. A mobilização, que ocorreu na tarde desta segunda-feira, 15, no Centro de Aracaju. fez críticas às propostas do candidato a presidência, Jair Bolsonaro.

Por causa do Dia do Professor, o evento trouxe o tema ‘‘Mais livros, menos armas”. Representantes de diversos movimentos de esquerda estiveram presentes e saíram em marcha pelas ruas do Centro de Aracaju.

“As organizações de esquerda estão todas aqui para combater o fascismo e para fazer isso, é preciso combater Bolsonaro, por meio do nosso instrumento, que é Haddad. Está todo mundo assustado com a possibilidade de uma nova ditadura, só que desta vez, referendada pelo povo. Isso seria o pior dos negócios”, comenta o presidente da CUT/SE, Rubens Marques.

Juliana Luz, à direita, fala da importância do ato

“Vamos mais uma vez lutar pela democracia e pela liberdade. Lutaremos contra o fascismo, a retirada de direitos, o ódio e a intolerância. Queremos um país livre, justo e fraterno”, comentou a presidente do Sintese, Ivonete Cruz, ao convocar os professores para o ato.

Os participantes também aproveitaram o ato para desfazer os boatos que estão circulando pelas redes sociais e WhatsApp. “É muito importante que façamos esse ato para conscientizar as pessoas quanto ao atual cenário político. Somos reféns das notícias falsas que se espalham pela internet e quando vamos para rua, conseguimos mostrar as pessoas que tem algo de errado nessas histórias e que elas devem checar e procurar detalhes sobre os fatos”, conta a estudante Juliana Luz, do movimento Afronte.

por Verlane Estácio

Comentários