Eduardo Amorim discute interiorização da UFS

0

Reitor Angelo Antoniolli durante conversa com Eduardo Amorim (Foto: Divulgação assessoria senador)

Na manhã desta segunda-feira, 8, o senador Eduardo Amorim fez visita de cortesia ao reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Angelo Antoniolli, em seu gabinete, e se colocou à disposição no que for preciso para ajudar a instituição.

“Tenho o maior orgulho em ser oriundo de escola pública e ter me formado em medicina na UFS. Foi aqui que realizei meu sonho, e sei dos problemas enfrentados nas instituições públicas de ensino. Quero deixar o nosso gabinete sempre à disposição no que precisar”, enfatizou o Senador acrescentando que está marcando uma audiência com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e “gostaria de levar suas reivindicações e convidá-lo, se possível, para ir conosco”.

“É um imenso prazer recebê-lo em nossa casa, a UFS, um ex-aluno, que tem história e que pode sim, nos ajudar. Agradeço por se preocupar com a instituição e vamos fazer um documento para demonstrar a nossa realidade”, afirmou Angelo Antoniolli lembrando que foi professor do Senador.

Campus em Sergipe

Um dos temas discutidos na reunião foi a interiorização da UFS em Sergipe. O Senador solicitou uma atenção do reitor em relação ao campus de Itabaiana para que possa ofertar mais cursos, a exemplo do de Direito; um Campus para Estância e o para Nossa Senhora da Glória.

“Sabemos que a interiorização dos campi já é uma realidade em vários Estados e devemos verificar a necessidade de cada região na hora de oferecer um curso. Levar em conta a aptidão daquele povo. Não adianta, também, levar curso que não seja interessante para a população da cidade em que será instalada a instituição e dos municípios circunvizinhos”, relatou o Senador.

O reitor, Angelo Antoniolli, conta um pouco do avanço da Universidade nos últimos 6 anos. “Passamos por uma fase de transição: de 10 para 30 mil alunos; de 500 professores e 180 doutores e agora vamos para 900 doutores aqui no Estado; saímos de 8 para 39 programas de mestrados e de 1 para 9 doutorados. Antigamente conhecia todos os professores, hoje não consigo conhecer todos, pois são 1.400”, explicou.

A UFS tem avançado, e muito, principalmente com os campi nos municípios de Itabaiana, Lagarto e Laranjeiras, levando conhecimento e cidadania, através dos cursos oferecidos pela instituição. “É preciso avançar, ainda, mais. Queremos sim, expandir e chegar ao Sertão com o campus de Nossa Senhora da Glória e o de Estância. Uma reivindicação do povo e dos parlamentares,” acrescentou Antoniolli.

“Vamos juntos, levar esse pleito ao ministro Aloizio Mercadante e mostrar que precisamos, urgente, levar mais cursos para os campi que já temos e expandir com a interiorização da instituição nesses outros municípios, que são carentes de ensino superior”, solicitou Amorim.

Angelo Antoniolli informou que estará nesta terça e quarta-feira em Brasília para, dentre outras tarefas, ter uma audiência com o secretário-executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim, mas que ainda estava esperando uma confirmação do secretário. O Senador entrou em contato com a equipe em seu gabinete e pediu que solicitasse essa audiência e os dois irão reivindicar esse pleito para a Universidade Federal de Sergipe.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais