Eleições da mesa diretora: Luciano Bispo e Garibalde negam mágoas

0
Luciano Bispo nega mágoa com Garibalde Mendonça (Fotos: Portal Infonet)

Os deputados Luciano Bispo e Garibalde Mendonça negaram guardar mágoas um do outro em virtude da disputa pela presidência Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). A eleição da mesa diretora ocorreu na tarde desta sexta-feira, 1º, após a posse dos 24 deputados estaduais eleitos. A chapa 1 – liderada por Luciano – obteve 14 votos e chapa 2 – com Garibalde no comando – obteve 7.

O grupo liderado por Luciano Bispo assumiu a gestão do biênio 2019/2021

Após ser reeleito para comandar a mesa diretora, Luciano Bispo disse em seu discurso que não esperava concorrer com outra chapa, já que manteve com os colegas parlamentares uma relação de irmãos. O deputado agradeceu aqueles que votaram em sua chapa e destacou não guardar mágoa daqueles que foram contra sua reeleição. “Não tenho nenhuma mágoa e nenhum rancor. Quero dizer a Garibalde, que já foi meu vice, que entre ele e eu, nunca houve dificuldade”, esclareceu.

Garibalde destacou que a disputa é natural do processo democrático e que todo deputado tem o desejo de chegar à presidência da casa. “Já estou no meu sexto mandanto, sou decano, o mais velho e daqui e já presidi a Alese por três meses. Conheço de perto os problemas desta casa e porque não poderia ser candidato a presidente?”.

Assim como Luciano Bispo, Garibalde disse que não guarda mágoas e que vai auxiliar o presidente da casa no que for preciso. “Luciano vem fazendo uma boa gestão, eu sempre disse isso a ele. Por onde passo e nas entrevistas, destaco que vem fazendo um grande trabalho. Ele pecou somente na condução do processo eleitoral da nossa mesa. Mas tudo bem, é erro que da minha parte pode ser esquecido. Eu não guardo mágoa, assim como ele falou que também não guarda. Tenha certeza que daqui por diante vou torcer para que ele continue o belo trabalho e o que ele precisa de mim, vou estar as ordens para ajudar”.

Mesa Diretora

A chapa 1 – formada por Luciano Bisco (presidente), Francisco Gualberto (vice-presidente), Jeferson Andrade (1º secretário), Luciano Pimentel (2º secretário), Capitão Samuel (3º secretário) e Maysa Mitidieri (4º secretário) – obteve 14 votos.

Já a chapa 2, que reuniu Garibalde Mendonça (presidente), Zezinho Guimarães (vice-presidente), Goretti Reis (1º secretário), Kitty Lima (2º secretário). Georgeo Passos (3º secretário) e Rodrigo Valadares (4º secretário), obteve 7 votos. Houve duas ausências e uma abstenção.

O grupo liderado por Luciano Bispo assumiu a gestão do biênio 2019/2021. Os trabalhos legislativos dos deputados empossados se iniciam no dia 15 de fevereiro, às 9h30.

por Verlane Estácio

Comentários