Eleições mostram nova composição de forças no Senado

0

A renovação de dois terços do Senado nas eleições deste domingo, 3, mostra uma nova composição de forças, com expressivas quedas em bancadas como a do Democratas (DEM) que, de 13 senadores passará a contar com seis a partir de 1º de fevereiro de 2011. Já o PSDB, que conta com 14 senadores, contará com uma bancada de 11 parlamentares.

Mesmo com redução na bancada, o DEM elegeu dois de seus senadores para governos estaduais: Rosalba Ciarlini, no Rio Grande do Norte, e Raimundo Colombo para Santa Catarina. Ambos tinham mandato até 2015. Atualmente, o partido não comanda nenhum estado.

Partidos da atual base governista, por outro lado, foram os que mais cresceram. O PMDB continuará a ser a maior força no Senado, passando de 17 para 20 senadores. O partido poderá ganhar ainda mais um parlamentar: Jader Barbalho (PA) que aguarda julgamento de recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) para reverter a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que impugnou sua candidatura com base da Lei da Ficha Limpa.

O PT e o PP foram os que mais cresceram proporcionalmente. Com uma bancada de oito senadores, o PT vai pular para 14 em 1º de fevereiro de 2011, tornando-se a segunda maior força política da Casa. Já o PP, que é representado apenas pelo senador Francisco Dornelles (RJ), passará a contar com uma bancada de cinco parlamentares.

O PPS voltará a ter representatividade no Senado. O ex-presidente Itamar Franco (MG) ficou com a segunda vaga no estado. Ele contou com o apoio formal do ex-governador e agora senador eleito pelo PSDB, Aécio Neves. O mesmo acontece com o PMN que, sem representatividade na Casa, passará a contar com Sergio Petecão (AC).

O PSB passará de dois para três senadores no ano que vem. O PCdoB, por sua vez, passará de um para dois. O P-SOL, representado apenas por José Nery (PA), poderá contar com dois senadores caso Jader Barbalho tenha sua candidatura impugnada pelo STF. O partido elegeu  Randolfe Alves (AP) e Marinor Brito (PA).

O PDT, hoje com seis senadores, encolheu para quatro parlamentare. Outro que reduziu sua bancada foi o PTB, passando de sete para seis senadores. Já o PRB terá apenas um senador. O PSC manterá a representação na Casa com um senador: perdeu Mão Santa (PI) e elegeu Eduardo Amorim (SE). O PV deixa de ter representatividade no Senado uma vez que Marina Silva, candidata à Presidência da República, ficará sem mandato e o partido não elegeu ninguém.

Fonte: Agência Brasil

Comentários