Emmanuel diz que vereadores deram às costas aos negros

0

Emmanuel: "Câmara Federal deu uma resposta aos vereadores de Aracaju" (Foto: Alberto Dutra/Arquivo Portal Infonet)

O vereador Emmanuel Nascimento (PT) afirmou nesta quinta-feira, 27, que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Aracaju, “deu as costas aos negros da cidade”. O parlamentar se referiu a rejeição do seu projeto de Lei que garante 20% das vagas nos concursos públicos aos negros. A reclamação de Emmanuel aumentou por conta da aprovação de projeto semelhante na Câmara Federal.

Na última quarta-feira, 26, deputados federais aprovaram o Projeto de Lei 6738/2013 que reserva 20% das vagas nos concursos da administração direta e indireta da União aos candidatos negros e teve o apoio de 314 deputados federais, 36 contrários e seis abstenções, sendo encaminhado para o Senado, onde aguardará aprovação.

“A Câmara Federal deu uma resposta aos vereadores de Aracaju que não foram sensíveis para aprovar o projeto e valorizar esse segmento da sociedade, a que todos nós devemos muito. Nós dessa Casa viramos as costas para os negros de Sergipe, salvo raras exceções, como os vereadores Max Prejuízo e Iran Barbosa”, destaca Emmanuel Nascimento.

De acordo com ele, vai apresentar novamente o seu projeto para que os demais parlamentares possam avaliar e seguir o exemplo dos deputados federais. “Meu projeto não prejudica ninguém, só beneficia os negros, que sofreram durante tantos anos na senzala e ainda hoje sofrem, não tendo as melhores moradias e nem educação. Nem chegou a ser votado, por conta da rejeição na CCJ, mas vou trazê-lo de volta e espero ser aprovado”, enfatiza.

O Projeto de Lei 252/2013 de autoria de Emmanuel Nascimento, visa reservar aos negros 20% das vagas oferecidas nos concursos no âmbito da administração municipal, das autarquias, empresas públicas, sociedade de economia mista controlada pela Prefeitura de Aracaju e Poder Legislativo.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais