Foi apenas um bom passeio

0

Sem dúvida, o fato político da semana que passou foi literalmente a invasão de Brasília por mais de 4 mil prefeitos de todo o país, acompanhados de assessores e familiares que congestionou o setor de serviços da capital da república, fazendo as delícias dos donos de hotéis, restaurantes, táxis, bares, bordéis e, last but not least, das massagistas, acompanhantes e profissionais afins.

 

Enfim, todo mundo faturou, especialmente o presidente Lula e sua fiel escudeira, a ministra Dilma Rousseff, candidata a sua sucessão, pelo banho de populismo que deram ao anunciar o parcelamento, por um prazo de 20 anos, da dívida das prefeituras para com a previdência e otras cositas más.

 

É claro que os prefeitos inadimplentes aplaudiram de pé. Quanto aos adimplentes, os que pagam as contribuições em dia, que se lixem. Péssimo exemplo de administrador público, dirão os gestores sérios e responsáveis. Mas, é com medidas populistas como esta que Lula vai batendo recordes no Ibope e tentar popularizar a mãe do PAC, que, aliás, ficou menos sisuda e mais jovem com a bem sucedida mudança de layout na aparência facial. A pergunta é: Lula conseguirá transferir sua enorme popularidade para Dilma, mesmo com o agravamento da crise econômico-financeira?

 

Por Ivan Valença

 

Comentários