Governo apura possíveis falhas no sistema de cartões corporativos

0
Apurações serão realizadas pela Seplag (Foto: Ascom Seplag)

O Governo do Estado vai apurar a possibilidade de ocorrência de falhas no sistema dos cartões corporativos utilizados por vários órgãos da administração estadual para abastecimento da frota de veículos. As falhas no sistema foram apontadas pelo promotor de justiça militar João Rodrigues, que atua na 6ª Vara Criminal [Justiça Militar] e na Promotoria de Controle Externo da Atividade Militar do Ministério Público Estadual (MPE), em entrevista concedida ao Portal Infonet na sexta-feira da semana passada, 9.

João Rodrigues: falhas no sistema de todos os órgãos (Foto: Arquivo Infonet)

Diante das observações do promotor de justiça, a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) adotou as medidas para iniciar os procedimentos de apuração. Através de nota, o secretário Rosman Pereira informou que ainda nesta segunda-feira, 12, estará reunido com a empresa que administra os cartões corporativos e também buscará informações detalhadas junto ao Ministério Público Estadual sobre a questão.

De acordo com informações do promotor de justiça João Rodrigues, as falhas foram identificadas durante as investigações que estão sendo conduzidas pela Justiça Militar relacionadas a suposta fraude que teria ocorrido no uso de cartões corporativos para abastecimento das viaturas da Polícia Militar, que culminou com a prisão do sargento Robertson Souza. A Justiça Militar decretou a prisão preventiva do sargento Robertson Souza no dia 23 de fevereiro. Ele ficou preso no Presídio Militar e ganhou a liberdade no dia 6 deste mês.

Nota

Em nota enviada à imprensa, a Seplag garante que adotará todas as medidas para identificar e coibir as possível falhas que for detectada. Na nota, a Seplag informa que o sistema utilizado no Estado de Sergipe é do Vale Card, operado em todo o país na questão do abastecimento de frotas de veículos.

Ressalta, na nota, que a empresa que atua com os cartões corporativos está atuando no Estado de Sergipe há aproximadamente cinco anos e que, no período, nunca identificou qualquer tipo de falha no sistema.

“Este governo não compactua com qualquer falha ou irregularidade que venha trazer prejuízos aos cofres públicos”, afirma a nota, alertando que o foco da pasta a partir desta segunda, 12, estará voltado para apurar todo o sistema.

Por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais