Haddad promete isenção de imposto a quem ganha até cinco salários

0
Haddad promete entregar exemplar de livro assinado por sergipanos a Lula (Fotos: Portal Infonet)

O ex-ministro da Educação Fernando Haddad, pré-candidato do PT a vice em uma chapa majoritária encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está em Aracaju participando de atos da militância petista pró-Lula, com o lançamento do livro ‘Caravana da Esperança, Lula pelo Nordeste’, com fotografias de Ricardo Stuckert e apresentação de Lula. Em Aracaju, o livro foi lançado na sede do PT, pela manhã, momento em que a militância assinou o exemplar [como autógrafo], que será encaminhado ao ex-presidente pelo próprio Haddad.

Militantes e candidatos exibem livro que retrata a passagem de Lula pelo Nordeste

Na entrevista coletiva, Fernando Haddad revelou que traria aos sergipanos “um abraço” de Lula, confessando que tem encontros frequentes com o ex-presidente na sede da Polícia Federal de Curitiba, no Estado do Paraná, onde permanece preso, e falou das pesquisas que colocam o ex-presidente como favorito na disputa pela Presidência da República. No discurso, Haddad assegurou que Lula se elegeria em primeiro turno, caso a candidatura dele seja confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral. “E está eleito no primeiro turno por uma simples razão: porque tem projeto”, enalteceu.

O ex-ministro da Educação falou que o plano de governo do PT foi protocolado junto com o pedido de registro da candidatura do ex-presidente Lula e garantiu que se trata de propostas concretas para retirar o Brasil da crise.

Reforma tributária

Sergipanos ‘dão autógrafos’ para Lula

O pré-candidato a vice de Lula revelou que, chegando à Presidência, o PT pretende por fim à política de desinvestimento da Petrobras, que ameaça o funcionamento da Fafen em Sergipe, federalizar o crime organizado, retomar obras, colocar em prática projetos em que a União promova reforço escolar para as redes estaduais e municipais de ensino, lembrou da atuação do ex-governador Marcelo Déda para construir o campus de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe e conclamou imparcialidade no poder judiciário brasileiro.

Haddad criticou a política promovida pelo presidente Michel Temer e garantiu que, alcançando a Presidência da República, o Partido dos Trabalhadores acabará com o teto do gasto público, promoverá choque de juros para que os bancos possam praticar baixas taxas nas operações de créditos e enalteceu a necessidade de uma reforma tributária para isentar de pagamento de imposto os trabalhadores brasileiros com renda de até cinco salários mínimos.

Haddad fala que o ex-presidente Lula pretende manter a política de assistência de acordo com o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e articular práticas para o regime de previdência social de forma a amparar os Estados que encontram dificuldades para pagar a folha dos aposentados, repactuando benefícios do regime próprio de previdência. Na tarde desta quarta-feira, 22, Haddad participará de passeata que ocorrerá no centro da cidade.

Por Cassia Santana

Comentários