Jackson desafia delegada a provar corrupção no Governo

0
Daniele e Jackson: queda de braço (Foto: montagem Portal Infonet)

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) desafia a delegada Daniele Garcia, de Polícia Civil que comandou o Departamento de Crimes Conta a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) da Polícia Civil de Sergipe, a provar que o seu governo foi marcado por corrupção. Jackson Barreto promete reagir às declarações da delegada feitas no programa eleitoral do deputado federal Valadares Filho (PSB), então candidato ao Governo do Estado, no qual a delegada se declara perseguida pelo então governador.

Jackson Barreto garantiu que já está adotando as medidas judiciais contra a delegada e revelou que moverá ação judicial também contra o deputado Valadares Filho, que, no final da campanha, pautou o discurso com informações inverídicas sobre a sua gestão. Jackson Barreto questiona a iniciativa da delegada Daniele Garcia e do próprio Valadares em se manifestarem apenas no segundo turno das eleições, dedicando grande espaço do programa para insinuar a existência de corrupção na administração estadual.

Jackson observa que ambos esqueceram que ocuparam ou indicaram pessoas para ocupar cargos estratégicos do Governo. “E só depois que passou o primeiro turno das eleições, eles falam em corrupção no governo. Isso é justo? É honesto? Por que não falaram antes e continuaram no governo que eles dizem que era corrupto?”, reage o ex-governador, destacando que os Valadares indicaram cargos comissionados nas pastas da Educação, Cultura e Turismo quando eram aliados. “Então, se eles estavam no governo, também participaram da corrupção?”, interroga.

Jackson Barreto diz que nunca comungou com corrupção e que deu total liberdade a todos os delegados de polícia que atuaram, durante a sua gestão, nas investigações envolvendo crimes na administração pública. “Nunca interferi, nunca perguntei nada, nunca pedi nada. Estou me sentindo muito ferido e magoado. Façam críticas ao meu governo, mas não me acusem de corrupção”, disse.

Jackson Barreto destaca que a estrutura da Polícia Civil para investigar estes crimes foi assegurada por seu agrupamento político, desde o primeiro mandato do ex-governador Marcelo Déda, que teve Belivaldo Chagas e ele próprio como vice na gestão.

Reação

Procurada pelo Portal Infonet, a delegada Daniele Garcia disse que não retira “uma só palavra” do que foi dito por ela no programa eleitoral de Valadares Filho e que não se manifestará sobre a reação do ex-governador. “Não vou dar palanque a Jackson Barreto, um derrotado”, disse. “Quem responde por corrupção e peculato não sou eu. No momento oportuno, me manifestarei”, disse.

O Portal Infonet tentou ouvir o deputado federal Valadares Filho, mas não obteve êxito. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais