Jackson pede celeridade no licenciamento de obras

0

Jackson se reuniu com ministro dos Transportes (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Como forma de agilizar a duplicação da BR-101, o vice-governador Jackson Barreto solicitou ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, celeridade no licenciamento ambiental do trecho sob responsabilidade do Estado. Na audiência realizada nesta quinta, 8, em Brasília, o ministro mostrou "simpatia" à demanda "e preocupação com o andamento da obra", conforme registrou Jackson.

O trecho de 53 quilômetros, cuja execução caberá à administração estadual, estende-se de Estância à divisa de Sergipe com a Bahia. No entanto, a licença ambiental, a cargo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), deve ser solicitada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), subordinado ao Ministério dos Transportes.

Contornos rodoviários

Ao mesmo tempo, considerando que o projeto inicial, estimado em R$ 246 milhões, precisou ser alterado, constatou-se a necessidade de readequação do valor original. No Plano de Trabalho foram incluídos, por exemplo, dois contornos rodoviários, em Umbaúba e Cristinápolis. As mudanças visam também melhorar as passagens de pedestres nas duas cidades.

O projeto final, assim, alterou o valor da obra para R$ 284 milhões. Esta readequação, necessária para o início das obras, também foi requerida ao ministro. Por fim, relata o vice-governador, "discutimos também a licitação da duplicação da ponte Alagoas-Sergipe, em Propriá".

O objetivo, segundo informou Jackson, é que as ordens de serviço para a duplicação da ponte e do trecho da BR-101 sob responsabilidade estadual sejam emitidas simultaneamente. Durante a audiência, o vice-governador foi assessorado pelo secretário de Infraestrutura, Valmor Barbosa.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais