JB e prefeitos decretam luto oficial pela morte de Déda

0

Jackson: tristeza e luto oficial de sete dias (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

O Governo do Estado decretou luto oficial de sete dias pelo falecimento do governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT). A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira, 2, pelo governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), após reunião com o secretário José Macedo Sobral, de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag).

A Prefeitura de Aracaju, segundo informou o secretário Carlos Batalha, de Comunicação Social, decretou luto oficial de três dias. O prefeito em exercício, José Carlos Machado (PSDB), suspendeu todas as atividades da administração municipal que estavam previstas para esta segunda-feira, 2. O prefeito João Alves Filho (DEM) está na Alemanha.

O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, decretou luto oficial por três dias em decorrência da morte do governador. “O governador Marcelo Déda era um dos maiores ícones da história política do Estado. Sua trajetória de luta será exemplo para todos os sergipanos”, declarou o prefeito, em nota enviada à imprensa.

O prefeito Fábio Henrique (PDT) também decretou luto oficial de três dias em Nossa Senhora do Socorro. “O povo sergipano acordou órfão do seu maior líder. Marcelo Déda é um homem que marcou a sua trajetória pela luta por uma sociedade melhor, pela honradez e pela seriedade com o trato da coisa pública. Um grande orador, respeitado e reconhecido em todo o Brasil pela sua atuação na formação política do Brasil democrático”, considerou Fábio Henrique.
Legislativo

A Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal de Aracaju também declaram luto e lamentam a morte do governador. A Assembleia Legislativa decretou luto oficial por sete dias. “Sergipe perdeu um político que deixou seu legado e que entrará para a história como um homem ético e honesto. Uma trajetória marcada por vitórias e por contribuições para o nosso Estado e para o nosso país”, declarou a deputada Angélica Guimarães (PSC), presidente do Poder Legislativo Estadual.

A Câmara Municipal de Aracaju emitiu nota oficial manifestando irrestrita solidariedade à família do governador Marcelo Déda. Na nota, o presidente do Poder Legislativo Municipal, vereador Vinícius Porto (DEM), informa a suspensão das atividades na Câmara até o final das solenidades fúnebres que serão realizadas em Aracaju.

Na administração estadual, o expediente nesta segunda-feira, 2, só será liberado após a chegada do corpo do governador Marcelo Déda, segundo informou o secretário José Sobral. Todos os pedidos feitos pelo governador, em vida, serão contemplados, segundo o secretário, que teve conversa reservada com o governador no mês de maio a respeito da questão.

Na época, segundo Sobral, o governador deixou claro o desejo de ter o corpo velado na parte superior do Palácio-Museu Olímpio Campos. Os secretários José Macedo Sobral e Carlos Cauê, da Comunicação Social, se encontram na residência de Jackson Barreto, adotando os primeiros procedimentos para o velório do governador.

A expectativa inicial era que o corpo de Déda chegasse a Sergipe entre o meio-dia e às 13h, mas o Governo alterou a informação na perspectiva que o corpo desembarque em Aracaju a partir das 16h.

*A matéria foi alterada às 14h34 para acréscimo de informações
Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais