João diz estar “cantando” Déda para ir para o DEM

0

João Alves: "Sergipe está vivendo uma crise de falta de lideranças" (Foto: Portal Infonet)

“Eu peço a Deus que essa força mental do governador Marcelo Déda se transmita para realmente dar o resultado que todo o sergipano quer. Eu pessoalmente torço porque Sergipe está com muita carência de líderes, está vivendo uma crise de falta de lideranças. O papel que esse jovem líder tem aqui é muito importante”. A afirmação foi feita pelo prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM) na manhã desta sexta-feira, 28 no Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião, ele disse estar 'dando uma cantada para ver se Déda vem para o DEM'.

João afirma que aproveitou que estava fazendo uma avaliação médica no Hospital Sírio Libanês, na última quinta-feira, 27 para fazer uma visita ao governador de Sergipe. “Ontem eu fui visitar o governador, mas ele estava se submetendo a exames e a esposa disse que ele só retornaria à noite, momento em que eu deveria retornar a Aracaju”, ressalta lembrando que já visitou Marcelo Déda por três vezes nos últimos 15 dias.

João Alves Filho destacou o equívoco na última entrevista dele divulgada pela Agência Aracaju Notícias (AAN), dando conta de que ‘estava feliz com o excelente aspecto físico que viu no governador Marcelo Déda’.

“Houve uma falha na última entrevista que eu falei sobre o estado do governador Marcelo Déda. O que eu disse foi que o vi melhor em termos psíquicos, com a cabeça boa. Ele tem uma coisa que está o ajudando muito, que é a cabeça, está muito consciente de ficar bom e está lutando. Poucas vezes eu vi uma pessoa lutar tanto. Eu não falei da parte física, mas psíquica. Eu não sou médico, estou apenas fazendo uma avaliação psíquica”, enfatiza.

Aproximação

João Alves Filho informou ainda que logo depois que assumiu a Prefeitura de Aracaju, teve uma aproximação com o governador Marcelo Déda. “Isso por conta das discussões sobre o Proinveste. Nós nos aproximamos e eu faço sempre visita, mas sem tratar de questões políticas. Eu tenho uma admiração muito grande pela força mental, a capacidade que ele tem”, afirma, lembrando que politicamente é adversário de Déda.

“Politicamente eu sou adversário dele, mas é uma questão de querer bem ao estado, que precisa de líderes não apenas de um partido. Democracia se faz com o contraponto. Ele é oposição a mim e vamos continuar sendo. Embora eu ande dando uma cantada para ver se ele vem para o DEM, enquanto ele está me dando uma cantada para eu ir para o PT. Provavelmente nós vamos ficar cada um no nosso lado, mas continuaremos tendo uma boa relação. Você pode registrar isso”, pede.

João Alves Filho se submeteu na última quinta-feira, 27 ao último exame de avaliação final por conta da cirurgia feita no último dia 10 de junho no Hospital Sírio Libanês, para a retirada de um cisto benigno retroretal.

“Os médicos disseram que eu já posso me preparar para entrar num time de futebol e jogar. A partir de hoje, eu já estou liberado para fazer o meu cooper, que venho sentindo uma falta enorme”, finaliza.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais