Mendonça Prado diz que Governo de Déda é “um saco de gatos”

0

Mendonça Prado fala durante café da manhã em seu escritório (Fotos: Portal Infonet)
Reeleito deputado federal pelo DEM, Mendonça Prado recebeu a imprensa em um café da manhã na sede do seu escritório nesta quinta-feira, 14. Ele agradeceu os 89.641 votos,  falou sobre eleições municipais, sobre a polêmica do aborto, segundo turno e classificou o Governo Déda como “um saco de gatos”.

“Quero agradecer o papel extraordinário da imprensa sergipana em todo processo político de Sergipe, especialmente, por reconhecer a boa receptividade que sempre tive na imprensa para divulgar de forma honesta e sincera os mandatos que exerci”, diz.

Indagado pela reportagem do Portal Infonet se estaria arrependido de ter criticado os irmãos Edvan e Eduardo Amorim, fazendo com que os dois optassem pelo apoio ao governador Marcelo Déda, Mendonça Prado foi enfático: “O nosso partido tem projeto político e em relação a Amorim, nossos pensamentos são distintos. Não me arrependo de nada e espero nunca fazer alianças com esse povo”.

“Grupo de Déda não existe”
Sobre a campanha em prol do candidato José Serra (PSDB) à Presidência da República, Mendonça Prado disse estar havendo um problema com a falta de material para divulgação. “Tem um problema de logística com a falta de material de campanha, mas já estou entrando em contato com os responsáveis pela campanha e na próxima semana estaremos definindo estratégias para o engajamento na campanha”.

Apoios

Ainda sobre o segundo turno, o deputado afirmou contar com o apoio do PSDB e PPS. “Aqui em Sergipe o coordenador da campanha será João Alves Filho, mas nós contamos sim com a participação do deputado Albano Franco e do PPS. Devemos ter a humildade de reconhecer os erros, esquecer o que passou e contar com a participação de Albano para fortalecer a campanha de Serra, ou seja, defendemos a aproximação com o PSDB e a distância do PT, PSC”, revela.

Prefeitura

Quanto à possibilidade de disputar a Prefeitura de Aracaju em 2012, Mendonça Prado afirmou que seu nome estará a disposição do partido. “Uma eleição para prefeito deve ser planejada. O certo é que numa eleição a última etapa é a escolha do nome do candidato. A vitória passa por aperfeiçoamento da tropa e organização do exército para ganhar a guerra. Nós estamos alegres com os resultados mostrados nas urnas em Aracaju, em Socorro, na Barra dos Coqueiros e em São Cristóvão. O DEM não ganhou em todas as urnas, mas ganhou na confiança do povo”.

“Saco de gatos”

O demista ressaltou que “o grupo de Déda não existe. É um verdadeiro saco de gatos. Ele esculhambou Amorim, disse coisas impublicáveis, Déda expulsou Jackson da prefeitura. Posso dizer que o grupo de Déda é o rasgadinho, sem uniformidade, que ganhou as eleições com muito discurso e muito dinheiro oficial e sabe-se lá de onde”, alfineta.

Prado acrescentou que: “lá é “cobra engolindo cobra” e o governador Marcelo Déda já está preocupado com o PSC querendo a Secretaria de Estado da Saúde e ele nem sabe os propósitos. Há quem diga que é um risco o PSC colocar as mãos na Secretaria de Saúde”, diz, destacando não acreditar em um racha. “Racha é difícil porque estão todos em torno da máquina, dos cargos”, acrescenta.

Aborto

E sobre a questão de que a candidata Dilma Roussef (PT) teria defendido o aborto, o que vem causando polêmica entre evangélicos e católicos, Mendonça Prado lembrou: “existe uma resolução do PT sobre a defesa do aborto. Eu estou com a Igreja Católica e com os evangélicos. O PT é ateu, inclusive o governador de Sergipe, que em uma ocasião na Câmara de Vereadores disse estar começando a acreditar em Deus e depois passou a falar de Deus com a doença”.

Por Aldaci de Souza

Comentários