Mundinho defende intervenção em Itabaianinha

0

Mundinho: "Administração de Itabaianinha está privatizada" (Foto: Portal Infonet)

O deputado estadual Raimundo Vieira (PSL), o “Mundinho da Comase”, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira, 8 para defender o imediato afastamento do prefeito de Itabaianinha, Joaldo Carvalho (PSDB). O deputado se baseou na Operação realizada pela Polícia Civil no município que resultou na prisão do filho prefeito, Tiago Carvalho, suspeito de ter cometido irregularidades em processos licitatórios. Mundinho chegou a pedir o apoio dos deputados Luiz Mitidieri (PSDB), Zezinho Guimarães (PMDB) e Adelson Barreto (PSB) no sentido que eles convençam o gestor a se afastar do cargo.

Ao iniciar seu pronunciamento, Mundinho disse que lamentava o fato de ver sua cidade, Itabaianinha, estampada nos noticiários policiais de rádio, televisão e jornais. O deputado disse que se sentiu obrigado a falar após a Operação realizada pela Polícia Civil no município. “Minha cidade tem economia forte e diversificada, é uma das melhores cidades da região, forte em agricultura, pecuária, além de ser o maior pólo de cerâmica do Estado. Tem um comércio varejista importante, o ramo têxtil tem crescido e é forte no transporte rodoviário e, depois de Itabaiana, é a cidade que mais tem caminhões proporcionalmente”.

Em seguida, o deputado disse que “eu lamento que a administração pública de Itabaianinha esteja toda privatizada. É assim na coleta do lixo, na merenda escolar, no transporte escolar e, no ramo da construção civil aí eu parabenizo o Ministério Público, a Polícia Federal e a Polícia Civil. Ontem, em todas as rodas políticas, só se comentava a prisão de Tiago Carvalho, filho do prefeito Joaldo Carvalho, que segundo a Delegada Daniele Garcia, atuava com licitações em todo Estado. Ele disse que fazia tudo sem o conhecimento do pai. Mas era esse rapaz quem coordenava toda a administração. Chegou-se a comentar que o que esse rapaz fazia na gestão era caso de polícia e que ele tinha participação nas comissões”.

Mundinho disse ainda que “eu estou em defesa do povo da minha cidade. O prefeito de Itabaianinha só vive embriagado e não comanda mais o município. O deputado Zezinho Guimarães poderia ser o porta-voz, juntamente com os deputados Adelson Barreto e Luiz Mitidieri, para pedir o afastamento do prefeito do cargo. Como ele lá as investigações aconteceriam com mais transparência e não teria o risco de ficarem prejudicadas. Até porque, quem está preso, é a pessoa que praticamente comanda a cidade”.

Em aparte, o deputado Gilmar Carvalho (PR) disse que “tenha pena do prefeito, deputado, porque se ele se afasta do comando do município, vai ter mais tempo para beber e pode contrair uma cirrose hepática. Outro detalhe é que a delegada falou que dificilmente o filho do prefeito teria agido na prefeitura, realizando obras e fraudando licitações, sem que seu pai tivesse conhecimento”.

“Agora quero dizer que essa nota do Jornal da Cidade, de que uma autoridade protegeu uma prefeitura próxima de Aracaju, coloca em xeque toda a Operação da Polícia Civil. Eu tenho o direito já de não acreditar integralmente que todos tenham sido investigados. Tem alguma coisa errada nisso aí e começo a ter dúvida se a investigação tenha chegado a todos”, completou Gilmar Carvalho.

Mundinho lembrou ainda que a coleta do lixo está parada e que a empresa responsável tinha um contrato mensal de R$ 200 mil/mês e com 12 funcionários da Prefeitura. “A empresa saiu e a prefeitura está sendo acionada para pagar uma dívida de R$ 1 milhão, aproximadamente. Agora tem outra empresa e com os mesmos funcionários. Daqui a seis meses ela sai também e a prefeitura vai pagar o débito novamente?”.

Também em aparte, o deputado Zezinho Guimarães disse que “gostaria que o senhor deixasse as questões pessoais com relação ao prefeito porque cada um tem seus vícios e não estamos aqui para falar do vício de quem quer que seja. O lixo é terceirizado em qualquer lugar do Estado. A maioria dos prefeituras licita o lixo e, para investigar isso tudo, existe o Ministério Público e o Tribunal de Contas. Deixe as apurações prosseguirem em Itabaianinha e não vejo nenhum demérito para a cidade”.

Mundinho interrompeu o aparte de Zezinho para dizer que “não é demérito? Itabaianinha está na página policial e não é demérito? O senhor está chamando o meu povo de ladrão? Que negócio é esse? Quem sofre é o pequeno que não tem saúde, que não tem coleta de lixo adequada. Eu trabalhei aqui oito anos na AL e sempre busquei levar obras para Itabaianinha que é uma cidade de gente honrada. A cidade é um caso de intervenção estadual”.

Em aparte, os deputados Augusto Bezerra (DEM) e Venâncio Fonseca (PP) ficaram solidários com Mundinho e lembraram sua atuação na Assembleia, nos outros dois mandatos, sempre defendendo os interesses de Itabaianinha.

Fonte: Agência Alese

Comentários