Nas mãos de Augusto Bezerra, PROS quer eleger prefeitos

0
 O deputado Augusto Bezerra destacou que o partido pretende estar presente nas 75 cidades (Foto: Alese)

Comandado em Sergipe pelo deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), o Partido Republicano da Ordem Social (PROS) passará a ser presidido por Ada Augusta, irmã do parlamentar, e pelo vereador Dr. Manuel Marcos.  Nesta sexta-feira, 10, o democrata passou o dia reunido com diversas lideranças do interior do estado na tentativa de atrair novos filiados à legenda. A expectativa é de que a sigla conquiste pelo menos 1000 filiados até a primeira semana do mês de agosto.

Em conversa com a equipe de reportagem do Portal Infonet, o deputado Augusto Bezerra destacou que o partido pretende estar presente nas 75 cidades e ter candidatos às prefeituras municipais. “Hoje foi o primeiro dia de trabalho. Passei o dia recebendo lideranças do interior para apresentar o partido e obter novos filiados”, contou.

Ainda de acordo com Augusto Bezerra, os nomes que comandarão o diretório municipal do partido serão definidos pelo vereador Agnaldo Feitosa (PR). “O comando municipal terá pessoas ligadas ao vereador Agnaldo. É ele que vai coordenador e orientar as ações”, explica.

Como estão em pleno exercício dos seus mandatos, Augusto Bezerra e Agnaldo Feitosa, não podem pedir a desfiliação dos seus partidos, DEM e PR, respectivamente.

PROS em Sergipe

O convite para Augusto Bezerra comandar a legenda foi feito pelo presidente nacional, Eurípedes Júnior. Segundo o deputado, um dos objetivos desta nova direção partidária é eleger no mínimo de 15 a 20 prefeitos no processo sucessório de 2016 e focar no crescimento do partido. Bezerra revelou irrestrito apoio do PROS a reeleição do prefeito de Aracaju, João Alves Filho.

Por Verlane Estácio com informações da Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais