Nilson Lima presta contas aos vereadores de Aracaju

0

Nilson Lima apresenta planilhas (Fotos: Portal Infonet)

O secretário municipal de Finanças, Nilson Lima prestou contas aos vereadores de Aracaju na manhã desta quarta-feira, 19, quanto ao detalhamento das despesas e receitas referentes ao primeiro quadrimestre de 2013, no período de janeiro a abril. Segundo ele, “o município de Aracaju está caminhando a passos muito largos para ter um problema muito grave no Setor Previdenciário”.

Antes da explanação do secretário, o presidente da Comissão de Finanças, vereador Valdir Santos (PTdoB), criticou que as contas fossem prestadas no plenário.

“A Comissão de Finanças da Câmara Municipal existe e se ela existe, o secretário tem que vir de quatro em quatro meses. Ele já veio uma vez e agora vem para o plenário, o que eu acho desnecessário. Ele deve prestar contas à Comissão e só se a Comissão achar necessário é que ele deveria vir prestar esclarecimentos no plenário”, ressalta Valdir Santos.

Secretário preocupado com problemas no Setor Previdenciário

O vereador lembrou que o recesso parlamentar será nos próximos dias. “Nós estamos perto do recesso parlamentar, temos bastante processo na pauta para ser votado e uma audiência pública num dia de sessão ordinária vai tirar a possibilidade de os projetos serem aprovados com mais brevidade e não deixar nada para o próximo semestre”, destaca.

Contas

Nilson Lima destacou que o total de receita registrado no primeiro quadrimestre de 2012 foi de R$ 438 milhões e despesas de R$ 326 milhões. Já em 2013 a receita geral foi de R$ 473 milhões e despesas de R$ 380 milhões. “Esse ano apesar de todas as dificuldades nós estamos aumentando o poder de investimento da Prefeitura de Aracaju, com um superávit corrente de R$ 101 milhões de reais”, afirma.

Valdir Santos: "Ele deve prestar contas à Comissão de Finanças"

O secretário informou ainda aos vereadores que no primeiro quadrimestre de 2012 houve uma receita previdenciária de R$ 40 milhões e despesa de R$ 35 milhões. E que no primeiro quadrimestre de 2013, a receita foi de R$ 51 milhões e as despesas de R$ 39 milhões. “Nesses primeiros quatro meses foram aplicados R$ 68 milhões em educação e R$ 50 milhões na saúde no Município de Aracaju”, completa lembrando que ao assumir o cargo, se deparou com dívidas em diversas secretarias, sobretudo na Secretaria da Saúde.

“Isso tem impactado muito o nosso caixa. E quanto à questão previdenciária, da mesma forma que aconteceu no Estado, aqui em Aracaju, o sinal amarelo já está aceso”, completa Nilson Lima, que falou aos vereadores em cumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais