Petrobras consegue empréstimo de Banco da China

0
Presidente Dilma Rousseff cai nas pesquisas (Foto: Agência Brasil)

A Petrobras assinou contrato de financiamento de US$ 3,5 bilhões – cerca de onze bilhões de reais – com o Banco de Desenvolvimento da Chica. O anuncio foi feito pela estatal brasileira. O aporte vai trazer alívio para a empresa, que tem encontrado dificuldades de captar recur4sos devido à crise provocada pelas denuncias de corrupção da Operação Lava Jato. É o primeiro contrato firmado de um acordo de cooperação que será implementado a partir deste ano até 2016. O documento foi assinado entre o banco chinês, e uma subsidiária da estatal, a Petrobras Global Trading BV. A operação foi fechada durante visita do diretor financeiro, Ivan Monteiro, à china. Adicionalmente, as duas partes confirmaram a intenção de desenvolver novas cooperações no futuro próximo. O acordo fez as ações preferenciais da Petrobras subirem na Bolsa de São Paulo. Os papéis valorizaram cerca de 5% e foram cotadas a R$ 10,21, o maior valor desde 22 de janeiro. As ordinárias também avançaram em torno de 5%.

Pesquisas mostram Dilma em queda livre
Pesquisa CNI/Ibope divulgada recentemente aponta que a reprovação do governo Dilma Rousseff atingiu 64%. Pelo levantamento, feito entre os dias 23 e 25 de março, só 1% dos entrevistados avaliam o governo positivamente, e 23% o consideram regular. Em dezembro, quando a última pesquisa CNI/Ibope foi divulgada, Dilma tinha 40% de aprovação e 27% de reprovação. A contestação à maneira de governar da presidente também aumentou, chegando a 78%. Somente 19% dos entrevistados aprovam a maneira da petista. Em dezembro, essa aprovação era de 52%. A pesquisa mostrou que a presidente perdeu popularidade entre seus eleitores. Houve queda, entre os que votaram nela. Até em Sergipe, Dilma Rousseff perdeu o apoio. Pesquisa divulgada ontem pelo Dataform, mostra que 67% dos sergipanos consideram o governo de Dilma Rousseff. Péssimo ou ruim. É a primeira vez que a presidente recebe uma reprovação tão grande dos sergipanos.

Dados da Segurança Pública não são confiáveis
Os dados da Segurança Pública de Sergipe e de mais quatro ou cinco Estados, ‘não são confiáveis”. Quem assim se manifestou foi a Sra. Christini Jacquet, em seminário promovido pelo Ministério Público de Sergipe sobre segurança pública, intitulado “O Ministério Público e o Combate à Criminalidade”, que contou com a participação de especialistas no assunto, visando apresentar os mais recentes números da criminalidade no Brasil. A sra. Jacquet é doutora em sociologia e ciências sociais e pesquisadora do Forum Nacional de Segurança Pública. Textualmente ela disse que Sergipe faz parte de um grupo de cinco Estados cujos dados repassados pela Secretaria de Segurança Pública à Secretaria Nacional de Segurança Pública não são confiáveis, são imprecisos. As palavras da ilustre visitante foram registradas na Assembléia Legislativa pelo deputado Capitão Samuel, para quem “a insegurança que a população sente hoje pode ser ainda maior”.

Palestra discute arrecadação municipal
Na próxima sexta-feira, a Federação dos Municípios do Estado de Sergipe vai realizar uma palestra para discutir formas de aumentar a arrecadação municipal, um tema bastante atual e que vem preocupando a grande maioria dos gestores. Diante de uma crise financeira hiistorica, prefeitos de várias cidades sergipana estão de mãos atacadas, sem conseguir dar andamento aos projetos administrativos e, em alguns casos, cumprir as responsabilidade com fornecedores e até mesmo com os servidores dos prefeitos. Atrasos em pagamentos, obras e projetos parados e insatisfação da população é realidade que muitos enfrentam. A palestra realizada pela Federação tem justamente o objetivo de reunir profissionais que tenham experiência com a arrecadação tributária dos municípios para que, através de exemplos bem sucedidos, se possas orientar os gestores sergipanos. Na condução dos trabalhos estarão o economista Artur Mattos e o advogado Wellington Osório, ambos da cidade de Salvador, na Bahia.

*** A Assembléia Legislativa realizou ontem sete sessões extraordinárias para limpar a pauta de votação. Entre os projetos aprovados está o de número 1 de 2015, que dispõe sobre o subsidio de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e de Procurador do Ministério Público Especial junto ao mesmo tribunal.

*** O artigo 2º deste projeto todavia foi rejeitado. É que ele previa que em próximos aumentos não seria preciso a interferência da Assembléia Legislativa. O deputado Georgeo Passos investiu contra este artigo, porque acredita que o Legislativa não pode ser excluído de aumentos salariais.

*** Hoje é o dia do Jornalista. Pode cumprimentar o seu profissional preferido. Ele merece…

por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais