Polícia Civil ainda não encontrou integrante da Amanova

0
Delegada Daniele Garcia: "Os dois continuam presos" (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A polícia civil ainda não localizou o motorista Wellington Luiz Goes Silva, integrante da Associação de Moradores e Amigos do Bairro Nova Veneza (Amanova). Ele teve a prisão preventiva decretada pela juíza da 1ª Vara Criminal, Jane Silva Santos Vieira, juntamente com a da presidente da entidade, Clarice Jovelina de Jesus e José Agenilson de Carvalho Oliveira.

As prisões foram solicitadas pelo Ministério Público Estadual, por meio do promotor do Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público Estadual, Jarbas Adelino. A Associação de Moradores e Amigos do Bairro Veneza foi beneficiária de cheques no valor de R$ 2 milhões em verbas de subvenção, por meio dos deputados Paulinho das Varzinhas, Susana Azevedo e Augusto Bezerra.

O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu a denúncia contra essas três pessoas alegando a prática dos crimes de peculato, lavagem e ocultação de dinheiro, além de organização criminosa.

No início da tarde desta quarta-feira, 20, a delegada Daniele Garcia, da Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (DEOT), informou ao Portal Infonet, que Wellington Luiz ainda não foi localizado e que tanto Clarice Jovelina quanto José Agenilson continuam presos na Delegacia Plantonista. “Continuamos trabalhando para localizar Wellington Luiz e os outros representantes da Amanova continuam presos”, ressalta a delegada enfatizando não poder dar mais detalhes para não investigar as investigações.

Não estão descartadas outras prisões de pessoas envolvidas com irregularidades na aplicação das verbas de subvenção distribuídas pela Assembleia Legislativa de Sergipe.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais