PRE/SE lança canal de denúncias via Whatsapp

0
Uso do aplicativo pretende trazer agilidade à fiscalização de irregularidades eleitorais

(Foto: arquivo Portal Infonet)

A Procuradoria regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) criou um novo canal para recebimento de denúncias da população, um perfil no aplicativo Whatsapp. Através do número (79) 8172-8318, a população poderá enviar denúncias com textos, fotos, vídeos e áudio.

De acordo com a portaria que regulamenta o canal de denúncias, o denunciante deve encaminhar informações com o maior detalhamento possível, como local, dia e hora da ocorrência, nomes de pessoas possivelmente envolvidas e a descrição de circunstâncias que facilitem a identificação de alguma infração à legislação eleitoral.

Para garantir a eficiência da apuração, PRE não receberá denúncias que não tratem da matéria eleitoral, que relatem fatos genéricos ou desconexos ou que não tragam um detalhamento mínimo dos fatos.

As mensagens e denúncias recebidas via aplicativo serão analisadas e, se efetivamente cadastradas, o número do protocolo será enviado ao denunciante também via Whatsapp. Caso o cidadão necessite de mais informações sobre o andamento da sua denúncia, poderá ser atendido na sede do MPF/SE (Av. Beira Mar, 1064, 13 de Julho, Aracaju) ou pela internet, no site da Transparência do MPF.

O nome do denunciante poderá ser mantido sob sigilo, se solicitado. E, caso sejam encaminhadas informações sabidamente falsas, com intenção de prejudicar, de qualquer modo, a atuação da Procuradoria Regional Eleitoral, serão adotadas as providências legais cabíveis.

Para o procurador Regional Eleitoral, Rômulo Almeida, “se usado de forma correta, o Whatsapp pode servir como um meio mais célere e eficaz para o envio de denúncias de ilícitos eleitorais, facilitando a atuação da PRE/SE no seu trabalho de fiscalização e combate às irregularidades e ilegalidades eleitorais”.

Outros canais – as denúncias de irregularidades eleitorais também poderão ser feitas presencialmente, na sede do MPF/SE (Av. Beira Mar, 1064, 13 de Julho, Aracaju) ou pela internet, no site do Serviço de Atendimento ao Cidadão do MPF.

Fonte: MPF/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais