Professores de Lagarto cobram reajuste salarial e piso

0
Professores ocuparam o plenário da Alese (Fotos: Portal Infonet)

Professores do município de Lagarto em greve desde o dia 18 de maio estiveram na Assembleia Legislativa (Alese) para solicitar apoio dos deputados no processo de negociação do piso dos professores e reajuste salarial.

Segundo dados da sub-sede do Sintese Centro-Sul por conta da greve, 80 escolas estão paralisadas, sendo 16 mil alunos fora da sala de aula.

De acordo com o Professor e coordenador da sub-sede do Sintese Centro-Sul, Nazon Barbosa de Souza, o município tem condições de pagar os professores. “Os professores de Lagarto já se encontram há dois anos sem reajuste salarial. Estamos com salário ainda do ano de 2013 e o prefeito Lila nega esse direito. Fizemos estudos na folha de junho, apresentamos a ele que há condição sim no pagamento. O prefeito ficou de chamar uma reunião para discutir com a gente, já que até agora o prefeito diz que não tem condição de pagar”, informa.

O professor Nazon Barboza diz que o município tem condições de pagar reajuste 

Cartazes mostraram a situação das escolas do município 

Na oportunidade, foram colocados cartazes expondo as condições precárias das escolas públicas do município.

Lagarto

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com o secretário de comunicação do município, Alex Dias que esclareceu que o diálogo entre o Sintese e o prefeito sempre aconteceu, não ocorrendo recusa do prefeito em receber a categoria. Informou ainda existir uma proposta da administração municipal considerando a situação financeira de Lagarto, mas o Sintese não aceitou e os encontros continuam acontecendo.

A prefeitura aguarda uma nova reunião com o Sindicato e MPE para se chegar a uma solução viável para a questão.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais