Reforma política: SE obteve maior votação no plebiscito

0
Sergipe obteve maior votação na consulta do Plebiscito para a Reforma Política (foto: divulgação/CUT)

Na apuração da consulta popular para a reforma política, o Estado de Sergipe se destacou ao conquistar votos de 13% da população sergipana em idade eleitoral – o maior índice alcançado em todo o Brasil. Assim como ocorreu no cenário nacional, aproximadamente 97% dos votantes disseram SIM à realização de uma Constituinte Exclusiva e Soberana sobre o Sistema Político Brasileiro.

Vice-presidente da CUT/SE e dirigente do SINTESE, Roberto Silva destacou que o bom alcance do plebiscito no Estado de Sergipe se deve muito também ao engajamento das entidades, sindicatos, movimento dos trabalhadores sem-terra, do movimento de mulheres, de trabalhadores urbanos, associações de bairro entre outros coletivos que se somaram à luta.

“Nós do SINTESE levamos este debate para sala de aula, realizamos o plebiscito em várias escolas; doamos 1000 urnas, 200 mil cédulas e produzimos 5 mil cartilhas informativas que foram entregues à população. O resultado reflete o esforço de vários professores, de estudantes universitários, de trabalhadores de diferentes categorias, de todo mundo que acredita na mudança pela via democrática e que quer maior participação popular no sistema político”.

Para um dos coordenadores do Plebiscito em Sergipe, o comunicador Paulo Victor, o resultado mostra a vontade do povo sergipano de mais democracia e poder de participação no sistema político. “Sergipe é o menor Estado da federação em termos territoriais, mas deu um exemplo de grandeza e de mobilização aos demais estados brasileiros ao demonstrar sua vontade de mudar o sistema político nacional pelo índice de 13% de votantes para o Plebiscito Popular da Reforma Política. Nenhum Estado alcançou esta marca. Este resultado mostra que quando a gente quer tocar algum projeto coletivamente, a gente consegue”, avaliou.

A entrega oficial dos resultados da Consulta Popular ao Congresso Nacional acontece nos dias 14 e 15 de outubro.

Fonte: CUT/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais