Servidores da Saúde fazem ato na porta da Câmara

0
Servidores durante manifestação na praça em frenta à CMA (Fotos: Portal Infonet)

Servidores da Secretaria Municipal de Saúde [técnicos e auxiliares de enfermagem] fizeram um ato na porta da Câmara Municipal de Aracaju, na manhã desta terça-feira, 29. Eles pediram ao líder do prefeito e presidente da Comissão de Saúde, vereador Agnaldo Feitosa (DEM), que seja um interlocutor das reivindicações junto à Prefeitura de Aracaju. Categoria retorna ao trabalho na terça-feira, 6.

“Em greve há 70 dias, os servidores continuam sem uma resposta às reivindicações e hoje viemos pedir ao Dr. Gonzaga que faça uma ponte entre a categoria e o prefeito João Alves Filho”, destaca o diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Wadson Santos Silva.

Sobre a ilegalidade da greve decretada semana passada pela justiça, ele informou que o sindicato ainda não foi notificado. “Não fomos notificados, se bem que a ilegalidade foi decretada em função do Dia D da Vacina e não por conta da greve reivindicando melhorias salariais e condições de trabalho. Na próxima segunda-feira, 5 teremos nova assembleia, mas a categoria já adiantou que retornará ao trabalho, na terça-feira, 6”, ressalta.

Dr. Agnaldo: "Vamos fazer essa interlocução"

Os servidores lutam entre outros pontos, por equiparação das gratificações para toda a categoria, condições de trabalho e por segurança nos postos de saúde.

Ponte

Sobre a intermediação, o vereador Agnaldo Feitosa informou que já havia conversado com os representantes da categoria. “Na realidade eu conversei com os servidores da saúde em dois momentos, quando demos um espaço de 15 minutos a vice-presidente do Conselho de Enfermagem (Coren)”, afirma.

O vereador disse ainda que assim que tiver um tempo com o prefeito vai solicitar o diálogo com a Mesa de Negociações. “O prefeito estava em viagem na Colômbia, quando chegou foi à Brasília, veio a Semana Santa e agora teremos uma semana curta por conta do feriado de 1º de maio. Mas vamos sim fazer essa interlocução entre os profissionais de saúde e o prefeito, levando as reivindicações para que as negociações avancem”, promete o líder do prefeito na Câmara.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais