Sukita é transferido para o presídio do Santa Maria

0
Sukita deixa viatura enrolado em lençol (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita Santos, deixou a carceragem da 3ª Delegacia Metropolitana, onde estava custodiado desde a terça-feira, 3, e foi transferido no início da tarde desta quarta-feira, 4, para o Complexo Penitenciário Advogado Antonio Jacinto Filho (Compajaf), no bairro Santa Maria em Aracaju, onde aguardará decisão judicial.

O ex-secretário municipal de finanças de Capela, José Edivaldo dos Santos, também foi para o Compajaf enquanto a esposa de Sukita, Silvany Yanina Mamlak, e a empresária Clara Miranir Santos foram transferidas para o Presídio Feminino (Prefem), em Nossa Senhora do Socorro.

Durante toda a manhã, familiares e advogados movimentaram a 3ª Delegacia, mas ninguém quis falar sobre a prisão dos acusados e os encaminhamentos da defesa. Uma das irmãs disse apenas que a família espera um desfecho favorável ao ex-prefeito e aos demais presos até amanhã [quinta-feira, 5] e muitos não esconderam as lágrimas.

Advogados são recepcionados por delegada

O advogado João Guilherme informou que chegou a ser procurado pela família, mas foi pessoalmente à delegacia para informar que não teria condições de atuar no processo. Advogados do escritório do advogado Gilberto Vieira também estiveram na delegacia e sairam convictos de que a causa seria defendida pela equipe. “Mas até agora nada ficou definido”, observou o advogado Danilo Segundo.

Os advogados foram recebidos pela delegada Tereza Simony, coordenadora do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que os encaminhou para um encontro reservado com os presos. Sukita e José Edivaldo dividiram uma cela e as duas mulheres ficaram juntas na outra cela da 3ª Delegacia Metropolitana, onde pernoitaram.

IML

No final da manhã, os quatro acusados foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), sob forte esquema de segurança, em viatura da Polícia Civil. Sukita foi colocado na parte traseira do comburão e saiu do veículo, nas dependências do IML, com o corpo coberto por um lençol.

Saída dos presos do IML

No IML, o grupo passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado para os respectivos presídios. As duas mulheres deixaram o IML em um Voyage de cor prata, enquanto o ex-prefeito e o ex-secretário de finanças de Capela ocuparam os bancos traseiros do camburão da Polícia Civil.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais