TJ mantém condenação de André e Lara Moura por uso irregular de verba

0
André Moura e Lara Moura foram condenados por improbidade administrativa (Fotos: Portal Infonet)

Os desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe decidiram, por unanimidade, manter a decisão do juiz Rinaldo Salvino que condenou a atual prefeitura de Japaratuba, Lara Moura, o seu esposo, André Moura, atualmente secretário da Casa Civil do Rio de Janeiro, e o ex-prefeito de Pirambu, por improbidade administrativa.

O relator do processo, o desembargador Roberto Porto, encampou o voto do desembargador Cezário Siqueira Neto e foi acompanhado pelo juiz Marcel Britto. Entre outras condenações, os magistrados suspenderam os direitos políticos dos envolvidos por oito anos.

A decisão do juízo do 1º grau aponta que os envolvidos efetuaram compras em mercadinhos com dinheiro público em benefício próprio. Segundo o juiz, foram gastos mais de R$30 mil em bebidas alcoólicas, refeições e outros produtos em diversos estabelecimentos comerciais. Ainda de acordo com o juiz, os atos fraudulentos teriam sido estendido entre os anos de 2005 a 2007, período em que Juarez Batista, foi prefeito.

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de André Moura, mas até o fechamento dessa matéria, não houve resposta. O Portal não localizou os representantes da prefeita Lara Moura e do ex-prefeito Juarez Batista. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do telefone (79) 2106 8000 e do email jornalismo@infonet.com.br.

Por Verlane Estácio

Comentários