TRE alerta que eleitor que vende voto pode ser responsabilizado

0
No primeiro turno, santinhos e dinheiro foram apreendidos (Foto: PM)

No primeiro turno das eleições em Sergipe, mais de 30 prisões foram realizadas com indícios de compras de votos no estado. As circunstâncias das prisões eram semelhantes: cabos eleitorais com muito dinheiro em espécie e listas com nomes de possíveis eleitores beneficiados com o esquema. O TRE está em alerta para o crime também neste segundo turno e, segundo o coordenador das eleições, Marcelo Gerard, o eleitor que vende o voto também pode ser responsabilizado.

“Você dar, oferecer, prometer qualquer vantagem ou qualquer bem por troca de voto é configurado crime. Mas eu chamo a atenção que o eleitor saiba que também está cometendo crime quando ele recebe algo em troca do voto”, detalha Gerard. Ele explica que caso a Justiça identifique o eleitor, ele será responsabilizado pelo crime, assim como os articuladores do esquema.

Por Ícaro Novaes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais