TRE impede camisa com cores de partido

0

Fiscais que estavam no Monteiro Lobato foram impedidos de usar camisas com cores dos partidos
Fiscais voluntários de partidos que estavam na Escola de 1ª Grau Monteiro Lobato com camisas que representam cores de partidos foram orientados a trocarem a vestimenta. Além da camisa, uma fiscal que estava com uma flor vermelha também afirma que foi impedida de continuar com o acessório. A orientação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) causou indignação por parte dos fiscais.

A jornalista Rebeca Teixeira que atua como fiscal voluntário de um partido diz que foi surpreendida com a orientação de que não podia continuar com uma flor que estava afixada na camiseta.

Já o fiscal Osvaldo Vilela de Souza diz que estava com uma camiseta de cor vermelha e teve que retornar para a residência e trocar a vestimenta. “Outros fiscais tiveram que voltar para casa para

A jornalista Rebeca Teixeira ficou indignada com a proibição (Fotos: Portal Infonet)
trocar a camisa, mas isso só aconteceu nesta escola porque em outros colégios ninguém foi impedido”, diz.

A representante do TRE, Maria Angélica Mendonça Cruz, explicou que a orientação partiu do Juiz Cristiano José Macedo Costa. “Os fiscais de partidos não podem usar camisas que representem as cores do partido, essa foi a orientação que recebemos”, esclarece.

O advogado do partido em questão, Ernesto Farias, disse que não recebeu nenhum comunicado a cerca da proibição, mas orientou os fiscais a trocarem as camisas para não prejudicar o andamento dos trabalhos. “Como não há tempo hábil para adotar medidas junto ao TRE orientamos aos fiscais que trocassem as camisas”, explica.

Cobertura

Clique aqui e acompanhe a cobertura completa das eleições federais através do Portal Infonet. A equipe de jornalismo está disponibilizando notícias minuto a minuto e a partir das 17h30, o internauta poderá conferir, em tempo real, a apuração dos votos de todo o Estado e no iDivulga, aplicativo para iPhones e iPods, o resultado de todos os Estados do Brasil.

 

Por Kátia Susanna

Comentários