TRE/SE acata parecer do MP Eleitoral

0

(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe (TRE/SE) acatou o parecer do Ministério Público Eleitoral e manteve a condenação de Antônio Fernandes Rodrigues Santos e Elisandra e Almeida Santos, do município de Monte Alegre, e Carlos Hagenbeck e Everton Souza Santos, de Laranjeiras. Os quatro foram condenados a ficarem inelegíveis por oito anos por terem negociado vantagens em troca de votos.

No caso de Monte Alegre,  Antônio Fernandes Rodrigues Santos, candidato derrotado a prefeito, e sua esposa Elisandra de Almeida Santos foram condenados por terem pago consultas médicas, contas de água e energia elétrica e outros benefícios em troca de votos. Os dois também deverão pagar multa, que no julgamento do recurso, foi reduzida de R$ 53.205 para R$ 26.602,50. No mesmo julgamento, Genivaldo Barboza, candidato a vice-prefeito na chapa de Antônio Fernandes, foi inocentado das acusações.

Já em Laranjeiras, Carlos Hagenbeck, candidato a deputado federal, e seu cabo eleitoral Everton Souza Santos foram condenados por oferecer empregos a eleitores em troca de votos na eleição de 2010. O TRE-SE manteve a condenação de 08 anos de inelegibilidade para os dois réus, além de pagamento de multa de R$ 15.961,50.

Fonte: Ascom MPF/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais