TSE aprova envio de tropas federais para Sergipe

0
Imagem: Arquivo Portal Infonet

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou e atendeu ao pedido da justiça eleitoral sergipana pelo envio de tropas federais para onze municípios sergipanos: Estância, Arauá, Pedrinhas, Riachão do Dantas, Boquim, Umbaúba, Santa Luzia do Itanhy, Indiaroba, Ilha das Flores, Canindé do São Francisco e Poço Redondo. Mas o envio do efetivo do Exército depende da autorização da presidente Dilma Rousseff, que deverá ter acesso às determinações judiciais por meio do Ministério da Defesa, segundo informou o tenente Antonio Carlos dos Santos, oficial da comunicação social do 28º Batalhão de Caçadores.

O tenente Antonio Carlos explica que não basta apenas a decisão do Tribunal Superior Eleitoral para o Exército definir quantitativo e optar pelo envio do efetivo para as cidades que requisitaram a presença de tropas federais. A requisição, depois de aprovada pela justiça eleitoral de última instância [o TSE], deve ser enviada ao Ministério da Defesa que dará sequência ao protocolo para que a requisição passe pelo aval da Presidência da República.

O Exército, independente da tramitação, segundo o tenente, está preparado para atender à solicitação da justiça eleitoral. Na semana passada, a tropa federal realizou em Sergipe participou da Operação Cantuária, destinada ao treinamento de pessoal que poderá se deslocar para o interior. É competência do Exército enviar o reforço federal para o interior. “Mas estamos aguardando receber as ordens da presidenta”, considerou o tenente.

Justificativas

Para o envio de tropas federais para alguns municípios, pesou o histórico violento em eleições passadas, a exemplo de Canindé do São Francisco que conta com o reforço federal há 20 anos. Em Estância, o juízo encontra justificativa no "alto grau de insegurança nas áreas do município que apresentam índices preocupantes de criminalidade ", conforme destacado no acórdão do TSE . Para Umbaúba, pesou a decisão dos servidores do município que ameaçam greve, decorrente do atraso dos salários.

Já em Ilha das Flores, prevaleceu o elevado índice de homicídio. Ao justificar o pedido de envio de tropas federais, o juízo da 32ª Zona Eleitoral destaca a estatística de 2011, revelando a ocorrência de 14 homicídios no município que possui apenas 8.348 habitantes. E, aliado a esta estatística, o juízo destaca a disputa política acirrada e o grande consumo de bebidas alcoólicas.

Em outros municípios, os juízes também demonstraram preocupação com a estrutura da malha viária e as dificuldades de acesso a povoados considerados distantes.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais