Zezinho diz que Podemos em Sergipe discorda da filiação de Danielle

0
Zezinho Sobral  e Danielle Garcia (Foto: Portal Infonet)

O deputado estadual Zezinho Sobral disse na noite desta segunda-feira, 19, que a filiação de Danielle Garcia ao Podemos é um ato da executiva nacional do partido, que não teve a concordância das executivas estadual e municipais. O parlamentar é o atual presidente da sigla em Sergipe, mas conforme divulgado pela assessoria do senador Alessandro Vieira, deverá ser substituído pela delegada que se filiará ao partido nesta terça-feira, 20.

Por meio de nota, o deputado afirmou que o Podemos Sergipe segue uma linha política que não é a mesma da filiação realizada pela nacional. “Isso contraria o planejamento estratégico do próprio partido, assim como as regras do compliance sugeridas e propostas para todos os diretórios”.

O deputado disse ainda que o Podemos Sergipe vai aguardar e avaliar o desfecho dessas questões e, em reuniões internas, definir que posição tomar a respeito. “Lamentamos que a necessidade de composição de membros do Congresso Nacional, imposta pela legislação eleitoral, promova esse tipo de ato que combina mais com a velha política do que com os novos modelos de transparência, participação e construção coletiva”.

Relembre

A filiação de Danielle Garcia ao Podemos foi divulgada nas redes sociais pelo Senador Alessandro Vieira. “Amanhã avançamos na renovação política de Sergipe, com a filiação de Danielle Garcia no Podemos, partido parceiro no Senado e que agora se soma no projeto do nosso grupo em Sergipe. É mais uma opção para os sergipanos que desejam mudar de verdade. Agora é Cidadania23 e Podemos19″, escreveu o senador por Sergipe. A assessoria de comunicação do senador confirmou também que Danielle Garcia assumiria a presidência estadual do partido.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais