Altas temperaturas do verão podem afetar o bem-estar dos gatos

(Foto: Freepik)

As altas temperaturas do verão podem mexer não apenas com a saúde dos seres humanos, mas também com o bem-estar dos gatos. Por isso, os tutores precisam estar atentos e redobrados os cuidados com os felinos durante esse período. Entre as principais doenças que acometem os gatos na estação mais quente do ano estão a desidratação e os problemas na pele.

A veterinária Candice Garcia, especialista em medicina felina e diretora clínica da Toca dos Gatos – única exclusiva para gatos em Sergipe-, explica o que o calor da estação pode provocar nos bichanos.

Candice Garcia, veterinária especialista em felinos

“É preciso ter cuidados especiais com os gatos claros porque eles podem desenvolver câncer de pele com maior facilidade. Não que o sol do inverno não seja perigoso, mas o do verão aumenta as chances de queimaduras. Além disso, todos podem desidratar. O gato já é uma espécie que não bebe muita água, então no calor fica bem mais fácil deles desidratarem”, frisou.

Diferente dos cães, os gatos não costumam demonstrar tanto os sinais de calor. Sendo assim, é preciso ficar alerta a alguns indicadores de sintomas.

“É um pouco difícil identificar sinais de incômodo porque o gato não fica ofegante como os cachorros. O gato, quando arfa, já está no extremo. Quando ele está com calor, normalmente se deita mais esticado, procura locais mais frescos, deita no piso com a barriga para baixo. O felino também fica mais lento, apático e muito quente. Os gatos podem ficar estressados pela situação que o calor promove e o estresse leva a várias doenças. Daí é preciso procurar um veterinário para baixar a temperatura”, salientou Candice Garcia, que também é especialista em medicina preventiva.

O verão também pode aumentar a atividade de parasitas como pulgas e carrapatos, e é preciso de atenção para evitar a contaminação de parasitas nos bichanos.

“Durante a estação, os ovos de pulgas, carrapatos e piolhos eclodem mais fácil, então a contaminação é maior. Proteger os gatos sempre com antiparasitários nos períodos certos é de suma importância nesse período”, destacou a veterinária.

Sombra e água fresca

Manter os gatos confortáveis durante os dias quentes não requer grandes esforços. A veterinária orienta algumas medidas preventivas para manter a saúde dos felinos e evitar problemas.

“É importante manter o gato em local ventilado, longe do sol. Caso ele seja muito insistente em ficar no sol, é indicado passar protetor solar específico no nariz e na ponta das orelhas. Deixar sempre água fresca disponível. Uma dica boa é colocar gelo na água ou fazer cubos de gelos com os sachês”, destacou.

Além disso, a veterinária especialista em medicina preventiva alerta que os gatos idosos precisam de um pouco mais de atenção. “Principalmente com os gatos que começam a apresentar o Alzheimer porque acabam indo para o sol sem perceber. Também é essencial deixar água à disposição e as caixinhas longe do sol. Os gatos muito peludos acabam sofrendo mais com o calor, então a tosa é recomendável em alguns casos, mas com cuidado”, orientou a diretora clínica da Toca dos Gatos.

Para finalizar, Candice Garcia destaca que ao perceber alguma alteração no comportamento do felino, o tutor deve procurar ajuda veterinária especializada de imediato.

“Quando perceber o gato mais apático, mais devagar, só deitado no piso frio ou tentando se esconder, com o corpo muito quente, é uma situação que recomendamos levar o gato ao veterinário”, finalizou a especialista.

Sobre a Toca dos Gatos

Única clínica exclusiva para felinos em Sergipe, a Clínica Toca dos Gatos – fundada e capitaneada pela veterinária Candice Garcia – está localizada na Avenida Acrísio Cruz, n° 90, bairro Salgado Filho, em Aracaju. O horário de funcionamento é diferenciado: de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 20h.

Além das consultas de rotina e de emergência, a clínica também oferta o serviço de internamento e possui laboratório próprio, sendo referência na medicina felina no estado. Informações estão disponíveis por meio dos telefones (79) 3211-2988 e (79) 98856 2863 (WhatsApp).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais