Banco de leite da MNSL necessita de novas doadoras

0
O estoque é usado para nutrir os bebês prematuros que nascem na maternidade (Foto: Ascom/SES)

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) está necessitando que novas doadoras se apresentem como voluntárias para aumentar o estoque do banco de leite, que beneficia e salva a vida de muitos bebês.

O Banco de Leite Humano (BLH) é responsável por promover o aleitamento materno e executar as atividades de coleta, controle de qualidade e pasteurização. No momento, o estoque se encontra baixo e há necessidade de maior quantidade de leite para nutrir os bebês prematuros que nascem na maternidade.

Para as mulheres que estão amamentando seus filhos e possuam leite em excesso, basta manifestar a intenção de colaborar entrando em contato com o Banco de Leite Marly Sarney. A nutricionista do BLH, Miriam Duarte Barros, faz um alerta sobre o baixo estoque de leite humano para pasteurizar.

“Estamos no mês de maio e contamos apenas com 14 doadoras domiciliares. Normalmente, temos no total de 60 a 70 doadoras por mês. A MNSL precisa de uma média de 250 litros por mês, no entanto, só conseguimos ofertar 70 litros”, disse Miriam. Ela ressalta que está sendo possível ofertar o leite humano para UTI neonatal da MNSL, especificamente para os prematuros extremos.

Segundo Miriam, a mãe que  desejar ser doadora precisa estar amamentando seu bebê exclusivamente, e verificar se realmente tem sobra de leite. Quando ela confirma que há sobra de leite, sendo possível ordenhar, essa mãe pode ir até o banco de leite para pedir orientação, a fim de saber se o bebê está se alimentando direito. A mama é avaliada para saber se de fato há condições dessa mãe ser uma possível doadora.

Frascos

O leite que será doado deve ser mantido sem frascos de vidros com tampas de plástico, como os de café solúvel (Foto: Ascom/SES)

Para estocar o leite doado, são necessários frascos de vidros com tampas de plástico, como os de café solúvel. Esse material é esterilizado e seguro, além de resistente ao congelamento e descongelamento.

O processo evita que o leite não perca os seus nutrientes. Também não acumula cheiro e nem resíduos com o uso da tampa de plástico.

As mães que desejarem ser doadoras podem fazer contato com o banco de leite Marly Sarney pelo telefone (79) 3218-9403 ou comparecer, das 7 às 17h, na Rua Variante Dois, no Bairro Capucho, em Aracaju (SE).

Com informações da Agência Sergipe de Notícias

Comentários