Casos de dengue em Sergipe aumentam mais de 300%

0

O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), lançou na ultima quarta-feira, 17, a campanha “Dengue Mata”, com o objetivo de alertar e conscientizar a população sergipana sobre os perigos dessa doença causada pela picada do mosquito transmissor Aedes aegypti. A campanha terá veiculação em emissoras de rádio, televisão e redes sociais.

De acordo com dados da Agência Brasil, do Ministério da Saúde (MS), até o dia 16 de março de 2019 ocorreram 62 mortes no país, o que corresponde a cinco mortes por semana (Foto: Agência Brasil)

“É preciso enfatizar o perigo para que a população tenha consciência do risco para sua vida como também de sua família e conhecidos”, disse a diretora de Vigilância em Saúde, Mércia Feitosa, ao alertar sobre o aumento de casos de dengue no estado que alcançou 330% em relação ao ano passado.

De acordo com dados da Agência Brasil, do Ministério da Saúde (MS), até o dia 16 de março de 2019 ocorreram 62 mortes no país, o que corresponde a cinco mortes por semana.

“Precisamos alertar a população porque a dengue mata. É uma doença perigosa e as pessoas precisam ter cuidado, não podem se acomodar, os cuidados têm que ser permanentes, principalmente agora com o período de chuvas e aqui em Sergipe já tivemos uma morte. Então o nosso foco é, através da mídia, levar as orientações e chamar a atenção da população para esse perigo, para fazer chegar até a população, essas dicas e informações importantes”, ressaltou Mércia.

Principais sintomas da dengue

Ao perceber sintomas como febre alta, dor de cabeça, principalmente da região ocular, dores nas articulações e nos músculos, cansaço excessivo, vômito e enjoo, tonturas, dores fortes e prolongadas no abdômen, muita sede ou boca seca, procurar o Posto de Saúde ou o Hospital mais próximo e evitar a automedicação.

Os sinais para a dengue grave são: dor abdominal intensa e contínua ou dor à palpação do abdômen, vômitos persistentes e acumulação de líquidos – ascites, derrame pleural, derrame pericárdico -, sangramento de mucosa ou outra hemorragia, aumento progressivo do hematócrito (porcentagem de glóbulos vermelhos no sangue) e queda abrupta das plaquetas.

O objetivo de alertar e conscientizar a população sergipana sobre os perigos dessa doença causada pela picada do mosquito transmissor Aedes aegypti (Foto: Divulgação)

Dicas de combate

Água limpa e parada é o ambiente ideal para a reprodução do mosquito da dengue e a melhor maneira de combater a doença é evitando a reprodução do mosquito. Assim, cuidado com acúmulo de água em vasos de plantas, em pneus, garrafas e outros utensílios, prestar atenção nos ralos, limpar calhas, colocar telas em janelas, cuidado com piscinas, lagos caseiros e aquários, abrir portas e janelas quando o carro fumacê estiver passando, lavar recipientes que juntam água, paredes de lavanderias e tanques com sabão e usar repelente.

Fonte: SES

Comentários