Carreta do câncer: estado avalia supostas irregularidades no contrato

0
(Foto: Portal Infonet)

O Governo do Estado irá instaurar procedimento administrativo em relação ao contrato nº 76/2017, que trata sobre a ‘Carreta do Câncer‘. A medida foi informada em audiência na tentativa de conciliação com o promotor Manoel Cabral Machado Neto, do Ministério Público do Estado, na manhã desta segunda-feira, 4.

De acordo com os advogados, representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o procedimento irá apurar possíveis irregularidades por parte da empresa contratada. O representante da Secretaria da Fazenda, que também esteve na tentativa de mediação, informou que aguardará os encaminhamentos da SES. Já o secretário de saúde Valberto Lima não compareceu à audiência por causa da agenda.

O Grupo Mulheres de Peito também esteve presente da audiência. Segundo Sheila Galba, representante do grupo, o empresário e proprietário da carreta teria firmado um acordo verbal com a SES, que se comprometeu a efetuar o pagamento quando a carreta estivesse em Sergipe. No último dia 31, quando a carreta teria chegado ao estado, ficou acordado que seria pago 50% do valor e o restante, após 30 dias, mas até o momento, não houve a transação. “Acreditei que esse impasse seria resolvido hoje. Há quase 600 mulheres aguardando os exames para diagnóstico precoce do câncer”, lamentou Sheila Galba. O empresário também não compareceu ao MP.

Entenda

A empresa alega que o veículo está pronto há quase sete meses, mas não foi entregue por não ter recebido o pagamento. O dinheiro é oriundo da sobra do duodécimo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que pactuou com o Governo do Estado, no ano de 2017, que os recursos seriam devolvidos para a aquisição destas carretas. A aquisição foi feita por meio de licitação.

A carreta voltada para o público masculino já foi entregue à SES. O valor do contrato da feminina é de mais de R$ 2,7 milhões.

por Jéssica França

Comentários